Porto Alegre, sexta-feira, 16 de março de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Morte de vereadora gera grande comoção e revolta no Rio

A execução da vereadora Marielle Franco (PSOL) no Rio de Janeiro gerou forte comoção e cobrança de ações de autoridades. Os atos ocorreram na área da Câmara Municipal (foto), onde o corpo de Marielle foi velado sob muitas lágrimas e palavras de ordem contra a morte de mulheres, na Assembleia Legislativa e na Cinelândia, no centro do Rio, tudo nessa quinta-feira (15), dia seguinte à execução. Também houve manifestações pelo País, como em São Paulo e Porto Alegre. A vereadora, assassinada quando estava em seu carro com o motorista Anderson Pedro Gomes, quando estava com ela na noite de quarta-feira (14), denunciava supostos abusos cometidos por policiais militares em Acari, na zona norte do Rio. O grito mais repetido foi "Marielle, presente". O Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) enviou representantes ao Rio para acompanhar as investigações. 
 

FOTO AFP/DIVULGAÇÃO/JC
16/03/2018 - 12h15min