Porto Alegre, quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Crianças se transformam na face mais dramática do conflito na Síria

Um socorrista correndo desesperado com um bebê, com as mãozinhas à vista, em seus braços já se candidata a ser uma das imagens mais dramáticas e doloridas de uma guerra que já matou milhares de civis - entre crianças e mulheres - e expulsou milhões de sírios de suas casas. Os ataques a enclaves em Ghouta, conjunto de cidades-satélites a leste da capital e Damasco, são os mais sangrentos em três anos, com número de mortos que ultrapassam 300. A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu o fim do sofrimento e protestou com uma nota em branco, indicando a falta de palavras para descrever a gravidade dos fatos. 
 

FOTO ABDULMONAM EASSA/AFP/JC
21/02/2018 - 18h11min