Porto Alegre, sexta-feira, 17 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

AL do Rio solta Picciani e com ajuda de deputado do PSOL

Durou apenas um dia a prisão do presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Jorge Picciani (foto), e de outros dois parlamentares do PMDB, Paulo Melo e Edson Albertassi, feita nesta quinta-feira (16) a mando do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Uma decisão tomada nesta sexta (17), por 39 votos a 19 em votação na AL do Rio, confirmou a soltura dos parlamentares, endossando parecer pela revogação das cautelares emitido pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa. Um dos votos em favor de Picciani veio do deputado do PSOL Paulo Ramos, que pode ser expulso pela sigla. Presos em desdobramento da Operação Lava Jato, os três envolvidos são investigados por agirem em favor dos interesses da Fetranspor e pela grande evolução patrimonial incompatível com seus cargos. A população protestou, mas a maioria da AL ignorou os apelos para Picciani ficar preso. 
 

FOTO Fernando Frazão/Agência Brasil/JC
17/11/2017 - 17h28min