Porto Alegre, sábado, 23 de setembro de 2017. Atualizado às 13h44.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Protestos contra governo Temer ganham força no palco Sunset do Rock in Rio

O palco Sunset do Rock in Rio segue sendo um espaço de boa música mas também de palavras de ordem dos artistas que se apresentam no festival. No primeiro final de semana o beijo de Johnny Hooker e Liniker, em protesto contra a homofobia, teve a frase "Amor sem temer" projetada ao fundo – levantando gritos de "Fora Temer" da plateia. Na quinta (21), Ana Cañas fez críticas às declarações do general Hamilton Mourão, que cogitou uma nova intervenção militar no Brasil, antes de uma emocionada performance de O Bêbado e o Equilibrista. Ontem, Ney Matogrosso e Jorge Du Peixe, da Nação Zumbi, lembraram as pessoas que passam fome no país e puxaram um coro de Fora Temer. Antes disto, o Grande Encontro com Elba Ramalho, Alceu Valença (foto) e Geraldo Azevedo, abriu espaço para defesa da Amazônia e o discurso de Elba: "Que esse amor que vocês estão semeando se espalhe, para compensar as mazelas dos homens do poder. Que a gente possa cantar para adormecer as crianças e acordar os homens. Viva o Brasil e fora Temer e todos os políticos corruptos".
 

FOTO Wesley Allen/I Hate Flash/Rock in Rio/Divulgação/JC