Porto Alegre, segunda-feira, 12 de junho de 2017. Atualizado às 19h39.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Ilhas de Porto Alegre seguem inundadas; moradores não querem deixar suas casas

Na Ilha das Flores, uma das regiões afetada pelas enchentes do rio Guaíba em Porto Alegre, cerca de 20 pessoas não quiseram deixar suas casas e optaram por acampar em barracas improvisadas próximas às residências. O motivo para relutância dos moradores, segundo a conselheira do Orçamento Participativo na Ilha dos Marinheiros, Liane Souza Farias, é o medo de saques ou de deixar os animais para trás, já que os abrigos da prefeitura não aceitam bichos. As crianças, por sua vez, parecem não se incomodar com as poças deixadas pelas inundações e continuam brincando nas pracinhas (foto). O nível do rio Guaíba começou a estabilizar na madrugada desta segunda-feira (12), após atingir o nível de 2,43 metros no Cais Mauá e de 2,24 metros na Ilha da Pintada no domingo (11). Muitas famílias das regiões afetadas ainda estão em abrigos ou em casas de parentes e amigos.
 

FOTO FREDY VIEIRA/JC