Porto Alegre, terça-feira, 23 de maio de 2017. Atualizado às 19h25.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Estado Islâmico reivindica atentado que deixou 22 mortos na Arena Manchester

Com cartazes escritos "I love MCR" (eu amo Manchester, em português), pessoas do mundo todo homenagearam as vítimas do atentado na Arena Manchester, no Reino Unido, onde a cantora Ariana Grande se apresentava nesta segunda-feira (22). O ataque, que foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico, deixou 22 mortos e mais de 50 feridos. Um homem bomba, identificado como Salman Abedi, de 22 anos, foi o autor do atentado e morreu na explosão. As testemunhas do massacre relataram também que nos resquícios da explosão havia parafusos e pregos, o que poderia ter agravado os danos ao explodir. Algumas gravações publicadas nas redes mostram o impacto de metralha nas extremidades de alguns dos feridos. O estádio estava lotado, com mais de 20 mil pessoas. 
 

FOTO OLI SCARFF / AFP/JC