Porto Alegre, segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017. Atualizado às 11h19.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Cineasta brasileiro protesta em evento internacional contra 'governo ilegítimo'

O cineasta brasileiro, Marcelo Gomes, que participou do Festival Internacional de Cinema de Berlim (Berlinale) com o filme Joaquim, que retrata a história de Tiradentes, aproveitou o evento para fazer críticas ao governo brasileiro. Junto a mais 11 cineastas compatriotas assinou um manifesto em que considera a presidência de Temer como um "governo ilegítimo" e afirma que país vive uma "grave crise democrática". Porém, a crítica de Gomes se estende também ao seu próprio trabalho, apresentado na ocasião. “As estruturas de poder do Brasil colonizado se mantêm no Brasil atual”, afirmou em coletiva de imprensa. “A exploração e a crueldade do homem branco sobre o negro, a exploração da riqueza que foi praticada no século XVIII se enraizou nesta sociedade e se perpetua agora em forma de corrupção", declarou o cineasta. 
 

FOTO TOBIAS SCHWARZ/AFP/JC
19/02/2017 - 19h26min