Porto Alegre, sábado, 18 de fevereiro de 2017. Atualizado às 15h01.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Herdeiro e vice-presidente da Samsung é preso na Coreia do Sul

O herdeiro e vice-presidente da Samsung, Lee Jae-Yong, foi preso na Coreia do Sul por suposta participação em um grande escândalo de corrupção no País, que levou também ao afastamento da presidente sul-coreana, Park Ún-Rê. Inicialmente, ele ficará 20 dias preso preventivamente. Lee Jae-Yong é acusado de pagar mais de US$ 36 milhões em propina para organizações não-governamentais ligadas a uma amiga da ex-presidente. Em troca, a Samsung queria que o governo aprovasse a fusão de duas unidades da empresa. Lee Jae-young é o único sucessor de Lee Kun-hee, presidente do Grupo Samsung, afastado em 2014 depois de um ataque cardíaco. O pai havia sido condenado em 2008 por corrupção, mas nunca chegou a ser preso. A Samsung é responsável por 20% do PIB sul-coreano.
 

FOTO YONHAP/AFP/JC