Porto Alegre, terça-feira, 12 de abril de 2016. Atualizado às 10h12.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
26°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5110 3,5130 0,51%
Turismo/SP 3,5200 3,6900 3,14%
Paralelo/SP 3,5200 3,6900 3,14%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

música Notícia da edição impressa de 12/04/2016. Alterada em 12/04 às 10h12min

A tradição vibrante da arte flamenca desembarca em Porto Alegre

STUDIO CLIO/DIVULGAÇÃO/JC
Arte flamenca toma conta do StudioClio nesta semana

Luiza Fritzen

O canto, a guitarra e a dança flamenca serão prestigiados nesta semana, em Porto Alegre. O StudioClio (José do Patrocínio, 698) recebe os artistas internacionais Encarna Anillo e Andrés Hernandez Pituquete para apresentar a arte tradicional da Andaluzia através de cursos, palestras e um show com convidados na Semana Flamenco em Clio.
Declarado patrimônio imaterial da humanidade pela Unesco, o flamenco pode ser encontrado nas mais diversas representações artísticas, como no cinema (Carlos Saura e Almodóvar), no teatro (Salvador Távora) e na música (Carmen Amaya e Sabicas de Castellón). Com traços marcantes, o estilo mescla roupas chamativas e dança atraente, e reflete, em suas canções, raízes da cultura cigana, mourisca e árabe, como também o sofrimento e a perseguição enfrentados por esses povos em outras épocas.
Para a cantora e bailarina Encarna Anillo, apesar de o gênero ter sido originado na Andaluzia, no Sul da Espanha, ela alcança o país inteiro. "O flamenco é uma parte importante da nossa cultura por representar uma forma de ser e sentir."
Nascida em Cádis, a artista conta que, desde cedo, o estilo faz parte de sua vida. "O flamenco sempre foi algo natural na cidade, no interior, e estava sempre presente na minha casa." Encarna começou participando de festivais ao lado de seu irmão, José Anillo, dançando enquanto ele cantava. Recentemente, os dois lançaram o disco Voz de água, voz de viento.
Considerada uma das responsáveis por manter a tradição do canto flamenco, Encarna foi apadrinhada pela icônica Carmen Linares. A cantora faz parte da companhia de Farruquito, o grande bailarino da atualidade, com quem se apresentou nos principais teatros dos Estados Unidos. Andrés Hernandez Pituquete é guitarrista flamenco, nascido em Santiago do Chile. O músico interpreta composições próprias e acompanha cantores e bailarinos em palcos do Chile, México, Costa Rica, Suíça, entre outros.
A programação da semana flamenca começa hoje com três cursos. Segundo Encarna, as capacitações objetivam encantar o público da região porto-alegrense com a cultura flamenca, trazendo o estilo em sua tradição mais realista: "O flamenco é passional e verdadeiro, por isso toca o coração de muitas pessoas no mundo, e, durante esta semana, teremos a possibilidade de alcançar uma vivência única e cheia de arte".
A cantora reforça que atualmente as pessoas necessitam encontrar uma arte para se expressar e desfrutar a vida. "Nas oficinas, viveremos momentos mágicos, onde convido as pessoas a desfrutar da liberdade e das emoções que o flamenco causa em nosso interior", afirma. A guitarra flamenca é um dos temas das aulas. Considerada uma das escolas guitarrísticas mais importantes, o estilo espanhol mistura conhecimento e intuição, riqueza rítmica e concretismo. Os encontros são abertos ao público para conhecer as características que a tornam tão singular, além de aprimorar a técnica, ritmo e harmonia dos músicos interessados neste estilo. O cante e o uso das palmas também serão explorados.
Serão analisados a forma e o conteúdo de estilos representativos, como a soléa, bulería, alegrías, com o intuito de criar uma relação real com a arte e aproximar saber e sentir. Unindo os dois elementos, haverá também um curso sobre códigos de improvisação coletiva.
Encarna e Andrés demonstram como facilitar a comunicação entre canto, dança e guitarra no flamenco, uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos artistas do gênero. A cantora acredita que o aluno deve se conectar com seu espírito criador e, através dele, gerar confiança para se comunicar e relacionar com espontaneidade e conhecimento entre seus companheiros. "O flamenco, em sua forma original, não pode prescindir da improvisação, e por isso queremos incentivar a criatividade e o potencial que existe dentro de cada um", afirma Encarna.
A Semana Flamenco em Clio segue até o próximo sábado. A programação completa e o valor das atividades podem ser conferidos em www.studioclio.com.br.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Para todos os públicos: Serenata Sinfônica Maroon 5 toca melhores sucessos e anima público em Porto Alegre Um olé dos Rolling Stones no Beira-Rio Kendrick Lamar rouba a cena, mas a noite é de Taylor Swift no Grammy

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo