Porto Alegre, quinta-feira, 03 de março de 2016. Atualizado às 08h09.
Dia do Meteorologista.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
19°C
25°C
21°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8870 3,8890 1,34%
Turismo/SP 3,8000 4,0500 0,97%
Paralelo/SP 3,8000 4,0500 0,97%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

música 02/03/2016 - 23h08min. Alterada em 03/03 às 08h09min

Um olé dos Rolling Stones no Beira-Rio

JOÃO MATTOS/JC
Os britânicos se apresentaram para um público de 50 mil pessoas no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre

Cristiano Vieira

Não é à toa que os Rolling Stones estão na estrada há mais de 50 anos. O show na noite de ontem, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, foi uma demonstração de vigor, precisão técnica e carisma.
Desde um setlist caprichado até som e telões de alta qualidade, a turnê Olé, do grupo britânico, fez uma passagem memorável em solo gaúcho. E tudo debaixo de chuva – ora fina, ora pesada, mas que pareceu não desanimar a maior parte da plateia.
Era 21h02min quando os primeiros acordes de Jumpin Jack Flash ecoaram pelo estádio. No escuro, luzes apagadas, começava a apresentação que durou exatas duas horas. Mick Jagger é aquilo mesmo que se vê pela TV: esguio, com um figurino colorido, o cantor é um performer que pula, corre, dança, rebola e interage com o público. Em vários momentos do show, não se importou com a chuva e avançou pela passarela que ligava o palco à pista.
Os telões, de altíssima definição, compunham um cenário tecnológico em que o gigantesco palco, com o quarteto formado por Mick, Keith Richards, Ron Wood e Charlie e Watts, se transformou em uma apoteose de hits como Satisfaction, Start me up, Brown sugar e Simpathy for the devil.
Em momentos de arriscar um português, tanto Richards quanto Mick Jagger não deixaram barato e soltaram perólas como: “Mas bah, o último show no Brasil tinha que ser em Porto Alegre!”; “Hoje pegamos a Linha Turismo e fomos em lugares impublicáveis” e “Gurizada, é verdade que as gurias mais lindas do Brasil estão em Porto Alegre?”, esta última arrancou gritos, assovios e risadas do público.
Era 23h07min quando terminou o show, realizado por um grupo de senhores setentões (em sua maioria) mas que em nada deve para os jovens que começaram agora na música. Afinal, eram os Rolling Stones, e quem não assistiu ao vivo, perdeu o show mais inebriante que Porto Alegre recebeu nos últimos 20 anos.
Ah sim, a chuva. Além da música, a água só deu trégua justamente antes do início da apresentação. Depois, o aguaceiro permeou as duas horas do espetáculo, mas ninguém pareceu se importar – nunca uma capa plástica, transparente, de R$ 5,00, foi tão útil.
Para a organização, um alerta: é difícil escoar uma multidão por pequenos portões do estádio após o fim de um show para 50 mil pessoas. Havia pessoas cansadas, esperando por mais de 30 minutos para sair do Beira-Rio.
Não é momento de impedir a saída ou de colocar barreiras, mas sim, de liberar catracas e deixar as pessoas rumarem para casa – embora felizes pelo show, mas castigadas pelo toró.
O título da turnê faz jus ao que assisti ontem: um Olé de quem sabe fazer música, e das boas."
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Gaúchos da Dingo Bells farão show de abertura do Maroon 5, em Porto Alegr Rolling Stones em Porto Alegre, para entrar na história Percussãoe ritmo O retorno de Criolo

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo