Porto Alegre, sexta-feira, 14 de dezembro de 2018.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
23°C
34°C
22°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,8790 3,8810 0,72%
Turismo/SP 3,8600 4,0600 1,24%
Paralelo/SP 3,8700 4,0700 1,24%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral / Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas
ASSINE  |  ANUNCIE  
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
422557
Repita o código
neste campo
 
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
422557
Repita o código
neste campo
 
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]  
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
422557
Repita o código
neste campo
 
 
imprimir IMPRIMIR

Inovação Notícia da edição impressa de 14/03/2011

FCC lança produto que substitui argamassa

Massa DunDun promete economia de até 50% para assentar tijolo

Patricia Knebel

FCC/DIVULGAÇÃO/JC
Melhora na performance e maior durabilidade são outros benefícios obtidos.
Melhora na performance e maior durabilidade são outros benefícios obtidos.

A ideia de achar um substituto para o cimento é antiga e, depois de muitos estudos e testes, a FCC lança na próxima semana um produto que promete atender a esse desafio. A Massa DunDun substitui a argamassa convencional na construção de paredes e oferece uma economia de até 50% no custo do assentamento de tijolos ou blocos.

A empresa é gaúcha e fabrica sistemas de colagens e vedantes, compostos termoplásticos e resinas poliuretânicas. Redução dos custos, melhora na performance e maior durabilidade são apontadas como as principais vantagens da adoção desse produto. O lançamento está sendo feito em todo o País, em embalagens de 5kg e 15kg.

O produto tem ainda como característica o alto rendimento, pois precisa de menos de 10% da quantidade usada de argamassa convencional. Para cada metro quadrado de parede erguida são necessários entre 17 kg e 25kg de argamassa industrializada ou uma quantidade ainda maior de mistura cimento-cal-areia. Com o uso da massa DunDun, são consumidos apenas 1,5kg.

Isso se reflete também no cálculo estrutural da obra, resultando em uma alvenaria mais leve. Além disso, a promessa é que com o uso do produto as perdas sejam praticamente zeradas, na medida em que o processo de aplicação é mais eficiente e o material dura até 90 dias após aberta a embalagem.

O gerente de novos negócios da FCC, Marcelo Reichert, explica que a massa DunDun já vem pronta para ser usada. O modelo tradicional de argamassa, tanto o formado pela mistura de cimento, cal e areia quanto o industrializado, exige a mistura com água. Outras vantagens são a maior rapidez no término da obra e redução dos custos com mão de obra para executar o serviço.

Cálculos realizados pela empresa apontam que para construir 25 metros quadrados de parede, no modelo convencional, são necessários um pedreiro e dois assistentes, trabalhando um dia inteiro. “Com o novo produto, o trabalho pode ser feito em três horas, reunindo apenas um pedreiro e um assistente”, diz.

Reichert explica que o produto já recebeu todas as aprovações necessárias e está sendo utilizado no Estado e em outras regiões do País, como o Nordeste. Para comprovar a durabilidade, a empresa realizou dois tipos de testes com laboratórios independentes.

A performance foi comprovada através de duas avaliações, uma da resistência à compressão e outra da tração na flexão. Entre um tijolo e outro, a argamassa precisa suportar o peso e não rachar ao ser comprimida. Da mesma forma, foi considerada a reação da parede quando feita uma força perpendicular. “O nosso produto apresentou uma durabilidade maior que a da argamassa convencional”, comenta.

Alguns cuidados, porém, devem ser tomados no uso desse produto. Reichert explica que o DunDun substitui a argamassa, mas não é um equivalente desse insumo, então possui aplicações específicas. “Os ganhos são muito grandes, mas as orientações do rótulo devem ser observadas”, acrescenta. A massa é indicada para a construção de casas e de prédios menores. Prédios maiores exigem o uso de mais de um tipo de cimento em cada andar, para garantir a segurança estrutural.

Do ponto de vista do ambiente, as vantagens também são consideráveis. A produção da massa não emite nenhum gás na atmosfera, enquanto a fabricação de cada tonelada de cimento é responsável por 5% de toda a emissão de CO2 pelo homem na natureza. No ano passado, foram consumidos cerca de 3 bilhões de toneladas de cimento no mundo. O Brasil consumiu mais de 50 milhões de toneladas.

A fabricação do cimento libera ainda monóxido de carbono (CO), óxido nítrico (NO), dióxido de nitrogênio (NO2), dióxido de enxofre (SO2) e compostos orgânicos voláteis, todos prejudiciais ao meio ambiente. O passivo ambiental da DunDun se limita ao consumo de energia elétrica dos equipamentos utilizados na sua produção, que ainda assim é considerado baixo.

COMENTÁRIOS
Renato - 29/08/2011 - 10h16
www.obrafix.com.br está é mais garantida!!! Está ai caiu a parede de algumas pessoas já. Revoltante.


Fábio Grangeiro -
31/01/2012 - 09h24
Ao contrário do que o Renato "afirma", apontando um produto concorrente e tentando ludibriar os leitores, a Massa DunDun é um produto com segurança comprovada, que atende às normas de mercado (produto ensaiado conforme normas NBR/ABNT), testado a partir de rigorosos ensaios em câmaras climáticas e envelhecimento acelerado. Quem conhece a seriedade da FCC e a qualidade dos seus produtos sabe bem do que estou falando.


Sônia -
21/02/2012 - 14h25
Aprovei o produto!!!! Acelerou minha obra em até 3x, com economia de mão de obra, sem desperdício e sem sujeira, com uma economia de 40%.

imprimir IMPRIMIR
TEXTOS RELACIONADOS
Foco principal do microcontrolador é o setor de iluminação pública
Relé fotocontrolador da Exatron tem chip nacional
Machado pretende atingir especialmente a agricultura familiar
Startup do campo cria silosreciclando garrafas PET
O espaço de coworking, que estará localizado no campus Fapa, na Manoel Elias
UniRitter inaugura Polo de Empreendedorismo e Inovação nesta quinta-feira
Versatilidade é um diferencial do produto de origem irlandesa
Empilhadeiras reduzem ociosidade em depósitos