Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Economia

- Publicada em 24 de Maio de 2021 às 11:49

Porto Alegre terá cinco cafeterias da rede Starbucks até o fim do ano

Anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira, Dia Nacional do Café

Anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira, Dia Nacional do Café


SAUL LOEB/AFP/JC
Marcelo Beledeli
A Galeria Chaves, no Centro Histórico de Porto Alegre, será o primeiro local a receber uma unidade da rede de cafeterias Starbucks no Rio Grande do Sul. A empresa, que chega ao Estado no segundo semestre deste ano, deve abrir a unidade no centro comercial da Rua dos Andradas em outubro ou novembro.
A Galeria Chaves, no Centro Histórico de Porto Alegre, será o primeiro local a receber uma unidade da rede de cafeterias Starbucks no Rio Grande do Sul. A empresa, que chega ao Estado no segundo semestre deste ano, deve abrir a unidade no centro comercial da Rua dos Andradas em outubro ou novembro.
O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (24), Dia Nacional do Café, durante reunião de representantes da Starbucks Brasil com o prefeito Sebastião Melo no Paço Municipal. A comitiva da empresa era composta pelos diretores Sérgio Barbi e Nuno Cabral, acompanhados do empreendedor gaúcho Rogério Wolff Wagner, diretor da empresa Ponto Pronto, que administra a Galeria Chaves e está ajudando a rede a encontrar pontos para instalação de unidades no Estado.
Segundo Sérgio Bardi, diretor de expansão da Starbucks Brasil, até o final do ano, pelo menos cinco outras lojas da rede serão inauguradas em Porto Alegre. Entre os locais que deverão contar com a cafeteria estão o BarraShoppingSul e o aeroporto. Outra unidade está prevista no ParkShopping Canoas. Cada loja, que terá um tamanho médio de 150 metros quadrados, receberá um investimento de cerca de R$ 1,5 milhão, com geração de 12 empregos diretos por unidade.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/05/24/206x137/1_ma_240521___starbucks___5_-9323130.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'60ac094eaea91', 'cd_midia':9323130, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2021/05/24/ma_240521___starbucks___5_-9323130.jpg', 'ds_midia': 'Primeira loja irá abrir até novembro na Galeria Chaves, junto ao calçadão da Rua dos Andradas', 'ds_midia_credi': 'MARIANA ALVES/JC', 'ds_midia_titlo': 'Primeira loja irá abrir até novembro na Galeria Chaves, junto ao calçadão da Rua dos Andradas', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}
Primeira loja irá abrir até novembro na Galeria Chaves, junto ao calçadão da Rua dos Andradas. Foto: Mariana Alves/JC
A previsão da empresa é de que, nos próximos anos, sejam inauguradas mais de 20 unidades em Porto Alegre, além de abertura de lojas em outros locais do Estado. “Estamos fazendo a expansão gradativamente, mas temos outras cidades de interesse no Rio Grande do Sul”, explica Barbi.
Segundo o diretor, a vinda da rede para o Rio Grande do Sul faz parte de um programa de expansão que vem sendo desenvolvido desde a aquisição da operação brasileira da rede pela holding de investimentos SouthRock, em 2018. “A pandemia de Covid-19 atrasou um pouco os planos, mas sempre houve a intenção. Agora é a hora de fazer o investimento, porque a pandemia vai acabar, e queremos estar prontos para a recuperação do mercado”, afirmou.
A Starbucks não funciona com o sistema de franquias. Todas as lojas da rede são de operação própria. “Os principais critérios para a escolha de um ponto é que sejam localizados em uma via de grande fluxo, ou um centro de compras bem estruturado”, informa Rogério Wolff Wagner, que está ajudando a rede a encontrar locais para instalação de unidades no Rio Grande do Sul.
A Starbucks da Galeria Chaves ficará instalada na entrada do Centro Comercial, na Rua dos Andradas, onde antes ficava a loja de calçados Zapatto, que estava naquele ponto há 25 anos, mas fechou recentemente. “Foi uma oportunidade única. Apesar da pandemia, a Galeria Chaves foi parceira dos lojistas, demos descontos e conseguimos manter 62 operações funcionando. Agora não temos mais lojas vagas”, afirma Wagner.
O diretor da Ponto Pronto espera que a instalação da Starbucks na Galeria Chaves seja uma demonstração para outras empresas do potencial econômico do Centro Histórico de Porto Alegre. No entanto, Rogério Wolff Wagner espera que poder público dê atenção para a região. “Precisamos de limpeza, iluminação e segurança para quem está instalado no Centro”, afirma.

Empresa terá instalação facilitada pela Lei da Liberdade Econômica

Prefeito Sebastião Melo (centro) recebeu os representantes da rede de cafeterias Starbucks

Prefeito Sebastião Melo (centro) recebeu os representantes da rede de cafeterias Starbucks


LUIZA PRADO/JC
A Starbucks será beneficiada com a Lei da Liberdade Econômica, regulamentada em abril pelo prefeito Sebastião Melo. A lei extingue a necessidade de alvarás para empreendimentos de baixo risco, estipula prazos para que negócios de média e alta complexidade sejam aprovados e termina com a exigência de alguns documentos para determinadas atividades.
“Como a loja terá menos de 200 metros quadrados eles não precisam de alvará. As licenças são automáticas, precisando apenas um termo de responsabilidade técnica da empresa”, explica Melo.
De acordo com o prefeito, a decisão da Starbucks de se instalar no Centro Histórico mostra que os primeiros trabalhos da administração municipal para melhorar a região têm dado resultado. “Nossa cidade é amiga do empreendedor e no Dia do Café nada mais extraordinário do que receber a notícia dessa instalação. Vocês são muito bem-vindos ao nosso Centro Histórico, que está sendo revitalizado”, afirmou Melo.
Também participaram do encontro o vice-prefeito Ricardo Gomes; os secretários municipais de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Cezar Schirmer; adjunto de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Vicente Perrone; Administração e Patrimônio, André Barbosa; Comunicação, Flavio Dutra; Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Germano Bremm.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO