Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Cultura

- Publicada em 22 de Junho de 2022 às 17:00

Curta ‘Axêro’ revê a história de Pelotas através do olhar de personagens negras

Gessi Könzgen protagoniza a obra

Gessi Könzgen protagoniza a obra


Luis Fabiano Gonçalves/DIVULGAÇÃO/JC
Dirigido por Maria Falkembach e protagonizado por Gessi Könzgen e Jão Cruz, o filme Axêro estreia nesta sexta-feira (24), às 18h, no Cine UFPEL (R. Lôbo da Costa, 447 - Pelotas), com entrada franca. A obra revê a história da cidade de Pelotas através de personagens negras e da cultura milenar africana atualizada por seus corpos, trabalho e rituais.
Dirigido por Maria Falkembach e protagonizado por Gessi Könzgen e Jão Cruz, o filme Axêro estreia nesta sexta-feira (24), às 18h, no Cine UFPEL (R. Lôbo da Costa, 447 - Pelotas), com entrada franca. A obra revê a história da cidade de Pelotas através de personagens negras e da cultura milenar africana atualizada por seus corpos, trabalho e rituais.

O curta-metragem é fruto de uma caminhada de séculos sob a ótica e com o protagonismo de dois corpos negros em movimento. Gessi Könzgen e Jão Cruz performam a si mesmos e também se transmutam, habitam e reescrevem os espaços do município.

O filme é uma adaptação da obra de dança-teatro homônima. Axêro - o filme tem textos de Gessi Könzgen, direção de Maria Falkembach, direção de fotografia de Luis Fabiano Gonçalves e trilha sonora de Álvaro Rosacosta e grupo Tatá. No elenco, estão ainda Antônia Morales, Judith Dias de Almeida e Nattih Meirelles.
Além de estrear no cinema, a obra  ficará disponível do dia 24 de junho ao dia 1 de julho no canal de YouTube do Grupo Tatá.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO