Porto Alegre, sábado, 04 de junho de 2022.
Porto Alegre,
sábado, 04 de junho de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições

- Publicada em 04/06/2022 às 15h02min.

Datafolha: identificação de brasileiros com esquerda é maior do que com direita

Na última pesquisa com esse questionamento, realizada em 2017, os índices estavam mais próximos

Na última pesquisa com esse questionamento, realizada em 2017, os índices estavam mais próximos


ROBERTO JAYME./ASCOM/TSE/JC
Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (4) indicou que a identificação dos brasileiros com a esquerda cresceu e chegou ao maior índice histórico desde o início da pesquisa, em 2013. De acordo com o mais recente levantamento, 49% da população afirmou identificar-se com esse espectro ideológico (esquerda e centro-esquerda), enquanto 34% se identificaram com a direita e centro-direita. O centro, por sua vez, conta com 17%.
Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (4) indicou que a identificação dos brasileiros com a esquerda cresceu e chegou ao maior índice histórico desde o início da pesquisa, em 2013. De acordo com o mais recente levantamento, 49% da população afirmou identificar-se com esse espectro ideológico (esquerda e centro-esquerda), enquanto 34% se identificaram com a direita e centro-direita. O centro, por sua vez, conta com 17%.
Na última pesquisa com esse questionamento, realizada em 2017, os índices estavam mais próximos. A esquerda atraia 41% da população e a esquerda, 40%.
O levantamento ouviu 2.556 pessoas acima dos 16 anos em 181 cidades do País e foi desenvolvida com base em várias perguntas a respeito de temas que dividem as duas posições ideológicas, como armamento, drogas, impostos e homossexualidade.
A partir das respostas aos temas, o instituto determinou uma pontuação e separou os entrevistados em uma escala definida pelo próprio Datafolha.
Considerando temas de comportamento e economia, 17% das pessoas se identificaram com esquerda, 32% com a centro-esquerda, 17% com o centro, 24% com a centro-direita e 9 com a direita. O estudo tem uma margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou menos.
Em 2013, a esquerda registrava 10%, e a centro-esquerda 31%. O centro tinha 20%, enquanto a centro-direita registrava 29% e a direita 10%. Os dados apontam crescimento na esquerda e redução tanto no centro quanto na direita.
A pesquisa mostrou também que de cada dez brasileiros, oito disseram que a homossexualidade deve ser aceita por toda a sociedade. Em 2017, esse número estava em 74% e no levantamento mais recente chegou a 79%. Por outro lado, a ideia de que a homossexualidade deve ser desencorajada reduziu de 19% para 16%. 6% não opinaram no estudo.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO