Porto Alegre, quarta-feira, 28 de julho de 2021.
Dia do Agricultor .
Porto Alegre,
quarta-feira, 28 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Governo Federal

- Publicada em 13h24min, 28/07/2021.

Governo faz propaganda de homem rural armado no Dia do Agricultor

Imagem foi publicada nas redes sociais da Secretaria de Comunicação Social da Presidência

Imagem foi publicada nas redes sociais da Secretaria de Comunicação Social da Presidência


SECOM GOVERNO FEDERAL/ DIVULGAÇÃO/ JC
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou nesta quarta-feira (28) nas redes sociais uma propaganda para homenagear o Dia do Agricultor. Uma imagem de um homem do campo armado com um rifle acompanha uma mensagem parabenizando os agricultores.
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou nesta quarta-feira (28) nas redes sociais uma propaganda para homenagear o Dia do Agricultor. Uma imagem de um homem do campo armado com um rifle acompanha uma mensagem parabenizando os agricultores.
"Hoje homenageamos os agricultores brasileiros, trabalhadores que não pararam durante a crise da Covid-19 e garantiram a comida na mesa de milhões de pessoas no Brasil e ao redor do mundo", escreveu a Secom no Twitter.
O texto da Comunicação do Planalto também ressalta que o presidente Jair Bolsonaro "estendeu a posse de arma do proprietário rural a toda a sua propriedade", em referência uma lei sancionada em setembro de 2019. A mudança na regra permite carregar a arma por toda a propriedade, e não apenas na sede do imóvel rural, como era previsto antes da nova legislação.
A propaganda logo provocou forte reação contrária nas redes sociais e o termo "agricultor" ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter. O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) criticou a peça e afirmou que o dia "não é da milícia rural". O deputado estadual Goura Nataraj (PDT-PR) também classificou a ação como "miliciana".
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário