Porto Alegre, terça-feira, 13 de julho de 2021.
Dia do Engenheiro de Saneamento e Dia Mundial do Rock.
Porto Alegre,
terça-feira, 13 de julho de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Coronavírus

- Publicada em 12h42min, 13/07/2021. Atualizada em 13h03min, 13/07/2021.

Governador Eduardo Leite vacina-se contra a Covid-19 em Porto Alegre

Eduardo Leite não perde tempo: se vacinou assim que a faixa reduziu para 36 anos, sua idade

Eduardo Leite não perde tempo: se vacinou assim que a faixa reduziu para 36 anos, sua idade


Gustavo Mansur/Palácio Piratini/Divulgação/JC
O governador do Estado do Rio Grande do Sul está vacinado contra a Covid-19. Na manhã desta terça-feira, Eduardo Leite (PSDB) foi até o Colégio Estadual Júlio de Castilhos - o Julinho - para receber a imunização contra o coronavírus.
O governador do Estado do Rio Grande do Sul está vacinado contra a Covid-19. Na manhã desta terça-feira, Eduardo Leite (PSDB) foi até o Colégio Estadual Júlio de Castilhos - o Julinho - para receber a imunização contra o coronavírus.
Quando questionado sobre qual vacina o governador havia recebido, o Palácio Piratini se limitou em informar que foi "a que tinha". O Governo do Estado está em campanha contra a escolha de imunizantes fabricados por um laboratório ou outro por parte da população.
Leite não perdeu tempo: foi se vacinar na mesma manhã em que a Secretaria de Saúde de Porto Alegre ampliou para homens e mulheres de 36 anos ou mais, idade dele, a campanha de vacinação. O governador foi imunizado poucas horas depois que a Capital gaúcha atingiu a marca de dois terços dos adultos tendo recebido ao menos uma dose das vacinas. 
Em sua conta oficial no Tweitter, o governador comemorou o avanços da vacinação no Estado: "No nosso cronograma original, a previsão era de que eu seria vacinado na primeira semana de agosto. Mas a vacinação está acelerada no RS e hoje Porto Alegre vacina quem tem 36 anos! Com mais de duas semanas de antecedência", escreveu Leite.
O governo do Estado anunciou na segunda-feira a redução do intervalo entre a aplicação da primeira e segunda doses das vacinas da AstraZeneca/Oxford e Pfizer cairá de 12 para 10 semanas no Rio Grande do Sul. A medida tem o objetivo de agilizar a imunização e aumentar a proteção dos gaúchos contra a circulação da variante Delta do coronavírus. Nesta segunda, dois casos suspeitos da cepa, mais agressiva e perigosa, foram confirmados no Estado, e serão examinados pela Fiocruz.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário