Porto Alegre, quinta-feira, 14 de janeiro de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 14 de janeiro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Governo do Estado

- Publicada em 18h27min, 14/01/2021. Atualizada em 21h06min, 14/01/2021.

RS autoriza chamamento de servidores e concursos para mais de 3,4 mil vagas

Anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite e secretários em transmissão ao vivo

Anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite e secretários em transmissão ao vivo


Divulgação/JC
O governo do Rio Grande do Sul autorizou o chamamento de servidores e a realização de concursos públicos para reposição em serviços essenciais, visando minimizar os impactos da crise sanitária e das aposentadorias do funcionalismo.
O governo do Rio Grande do Sul autorizou o chamamento de servidores e a realização de concursos públicos para reposição em serviços essenciais, visando minimizar os impactos da crise sanitária e das aposentadorias do funcionalismo.
O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite (PSDB) e secretários estaduais em transmissão ao vivo na tarde desta quinta-feira (14). Serão ao menos oito novos concursos. Veja lista abaixo.
Conforme anunciado por Leite, serão autorizadas 3.429 vagas em concursos públicos e 259 nomeações em frentes fundamentais para a administração pública que não podem sofrer interrupção.
"A situação fiscal delicada do Rio Grande do Sul e a crise que enfrentamos neste momento exigem que essas decisões sejam avaliadas com senso de urgência, responsabilidade fiscal e planejamento de longo prazo", afirmou o governador.
Para recompor quadros de forma permanente, foi autorizada a realização de concursos nas áreas da Saúde e na Educação, que se encontram sem seleções válidas, além de pastas como a Secretaria da Fazenda, Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão Estratégica (SPGG), bem como em todas as demais secretarias que realizam a condução de suas atividades por meio de analistas de políticas públicas, com nomeações e novos concursos.
Leite destacou que todos os novos servidores ingressarão em um novo regime de previdência. Além da Previdência Complementar, já estão em vigor as novas alíquotas previdenciárias e regras de idade e transição aprovadas pela Assembleia. Todos os servidores irão para o Fundoprev Civil, fundo de capitalização com aposentadorias limitadas ao teto do INSS.
No caso das nomeações autorizadas de imediato, elas serão feitas a partir de concursos realizados em anos anteriores e terão repercussão anual futura de cerca de R$ 62 milhões, uma vez que todos os servidores estejam efetivamente nomeados.
Os demais custos dependerão do tempo entre a realização dos concursos e a efetiva nomeação dos aprovados, que pode ocorrer em até cinco anos.
Novos concursos autorizados
  • Secretaria Da Saúde: 948 Vagas
  • Secretaria Da Educação: 1,5 Mil Vagas
  • Procuradoria-geral Do Estado (Pge): 19 Vagas
  • Fundação Orquestra Sinfônica De Porto Alegre (Fospa): 16 Vagas
  • Instituto De Previdência Do Estado Do Rio Grande Do Sul (Ipe Prev): 72 Vagas
  • Instituto De Assistência Dos Servidores Públicos Do Rio Grande Do Sul (Ipe Saúde): 98 Vagas
  • Centrais De Abastecimento Do Rio Grande Do Sul (Ceasa): 10 Vagas
  • Secretaria De Planejamento, Governança E Gestão (Spgg): 676 Vagas
Nomeações
  • Secretaria Da Fazenda (Sefaz): 220 Cargos
  • Secretaria De Planejamento Governança E Gestão (Spgg): 39 Cargos
Rariane Costa
Comentários CORRIGIR TEXTO