Porto Alegre, sexta-feira, 18 de dezembro de 2020.
Dia Internacional do Migrante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 18 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ELEIÇÕES 2020

- Publicada em 19h32min, 18/12/2020. Atualizada em 19h44min, 18/12/2020.

Melo, Gomes e vereadores de Porto Alegre são diplomados em cerimônia no TRE-RS

Diplomado, prefeito Sebastião Melo disse que todos os eleitos são agora 'do partido de Porto Alegre '

Diplomado, prefeito Sebastião Melo disse que todos os eleitos são agora 'do partido de Porto Alegre '


ASCOM TRE-RS/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
Em solenidade no plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na tarde desta sexta-feira (18), foram diplomados o prefeito eleito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), o vice-prefeito Ricardo Gomes (DEM), e os 18 vereadores mais votados de cada bancada que compõe o Legislativo Municipal a partir de 2021. Em função da pandemia, a cerimônia foi restrita a esse grupo, sem a presença de convidados, e os demais 18 vereadores eleitos receberão seus diplomas digitalmente.
Em solenidade no plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na tarde desta sexta-feira (18), foram diplomados o prefeito eleito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), o vice-prefeito Ricardo Gomes (DEM), e os 18 vereadores mais votados de cada bancada que compõe o Legislativo Municipal a partir de 2021. Em função da pandemia, a cerimônia foi restrita a esse grupo, sem a presença de convidados, e os demais 18 vereadores eleitos receberão seus diplomas digitalmente.
Antes do evento, o presidente do TRE, desembargador André Luiz Villarinho, e o juiz eleitoral José Luiz John dos Santos, coordenador da totalização e diplomação na Capital, concederam entrevista coletiva por videoconferência para avaliar o processo eleitoral. Segundo o presidente, a diplomação ocorre em datas diferenciadas nos municípios gaúchos, estabelecidas pelos juízes eleitorais de cada localidade, com observância aos protocolos e medidas de enfrentamento à Covid-19.
Em todo o Rio Grande do Sul, apenas quatro prefeitos não serão diplomados, os eleitos de Putinga, Santa Bárbara do Sul, Pinheiro Machado e Capão da Canoa, que tiveram seus registros de candidatura indeferidos pela Justiça Eleitoral estão com a eleição sob júdice. Nesses casos, os presidentes das Câmaras de Vereadores assumirão o comando das prefeituras provisoriamente, enquanto tramitam os processos. Se a cassação das candidaturas for confirmada, o TRE convocará novas eleições nas cidades. 
A diplomação iniciou pouco depois das 17h, sob o comando do juiz eleitoral, que agradeceu o empenho dos servidores do TRE e dos mesários, destacando que para os eleitos o dia era de "júbilo e alegria". Santos enfatizou as condições adversas da pandemia, que limitou também a solenidade, e reforçou que o dia marcava a última etapa do processo eleitoral. Aos eleitos, enfatizou que não terão tempos fáceis, por conta da crise sanitária e econômica, mas que deverão se empenhar para minimizá-las. "Receberão Porto Alegre com várias carências, mas terão a missão de alterar essa realidade, ou ao menos atenuá-la", disse, destacando ainda o comprometimento de cada um com "o dever da probidade" e o combate à corrupção.
Já o presidente do TRE destacou as dificuldades em realizar o processo eleitoral em meio à pandemia, mas enfatizou que a Justiça Eleitoral conseguiu assegurar a prestação de serviço com segurança. "Durante o processo, nossa prioridade foi realizar uma eleição com segurança e preservação da saúde de eleitores, mesários e todos os envolvidos", disse o desembargador. Villarinho enalteceu ainda o papel da imprensa ao longo da eleição e parabenizou candidatos e partidos por "não terem se afastado das premissas éticas". "A democracia está de parabéns. E que 2021 seja um ano de recuperação de saúde e das relações sociais", encerrou o presidente.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/12/18/206x137/1_vereadores-9215185.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fdd2b10dde0a', 'cd_midia':9215185, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/12/18/vereadores-9215185.jpg', 'ds_midia': 'Prefeito, vice e 18 vereadores mais votados por bancada receberam os diplomas em solenidade híbrida no TRE-RS', 'ds_midia_credi': 'ASCOM TRE-RS/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Prefeito, vice e 18 vereadores mais votados por bancada receberam os diplomas em solenidade híbrida no TRE-RS', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Em solenidade restrita, foram diplomados o prefeito, o vice e  os 18 vereadores mais votados por bancada. Fotos: Ascom TRE-RS/Divulgação/JC
Na sequência, foram chamados os 18 vereadores mais votados por bancada, que receberam seus diplomas. A primeira diplomada foi Karen Santos (PSOL), a mais votada da Capital, com mais de 15,7 mil votos. Só não compareceu à cerimônia o vereador Cláudio Janta (Solidariedade). O MDB, partido do prefeito eleito, foi representado pela terceira vereadora mais votada, Lourdes Sprenger, pois os dois mais votados da bancada- Cezar Schirmer e Idenir Cecchim- não puderam estar presentes.
Gomes e Melo foram os últimos a receberem os diplomas, das mãos do juiz eleitoral e do presidente do TRE, respectivamente. Em nome de todos os diplomados, o prefeito eleito fez uso da palavra. Em um breve discurso, falou da necessidade de uma reforma política que beneficie os municípios na divisão orçamentária da União, enalteceu a pluralidade da Câmara de Vereadores eleita e reforçou que todos agora representam o povo de Porto Alegre. "A partir de hoje fomos eleitos para representar o povo de Porto Alegre, os que votaram em nós, os que não votaram em nós e os que deixaram de votar. A eleição terminou, a vontade popular nos escolheu e cabe a nós agora sermos do partido de Porto Alegre", enfatizou.
{'nm_midia_inter_thumb1':'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/12/18/206x137/1_ricardo-9215179.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5fdd2a55f02cc', 'cd_midia':9215179, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/jpg/2020/12/18/ricardo-9215179.jpg', 'ds_midia': 'Vice-prefeito Ricardo Gomes (e) recebeu o diploma das mãos do juiz eleitoral e coordenador da diplomação, José Luiz John dos Santos  - ', 'ds_midia_credi': 'ASCOM TRE-RS/DIVULGAÇÃO/JC', 'ds_midia_titlo': 'Vice-prefeito Ricardo Gomes (e) recebeu o diploma das mãos do juiz eleitoral e coordenador da diplomação, José Luiz John dos Santos  - ', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '533', 'align': 'Left'}Vice-prefeito Ricardo Gomes (e) recebeu o diploma das mãos do juiz eleitoral e coordenador da diplomação, José Luiz John dos Santos
A exemplo do que vem defendendo desde a campanha, o emedebista falou das dificuldades em enfrentar a pandemia e de buscar o equilíbrio entre saúde e economia, que é seu objetivo. Também falou que a Educação será outro grande desafio, já que "um calendário nem terminou e outro precisa começar", assim como o transporte urbano, "que colapsou antes da pandemia". "Se não agirmos rápido, a cidade vai parar", destacou.
Citando Ulysses Guimarães, disse ainda que "a maior obra de um país é inaugurar pessoas", e que, nesse sentido, trabalhará para dar oportunidade, remuneração e qualificação aos porto-alegrenses. "O nosso trabalho é olhar para todos os cidadãos, bairros, classes e para quem mais precisa", disse. Melo também destacou o cenário pandêmico e disse que vai se empenhar em busca da vacina, para que a Capital seja uma das primeiras cidades a recebê-la. "Se o governo federal não comprar (a vacina), vamos tirar dinheiro de onde não tem, fazer um consórcio municipal e comprá-la, para devolver a alma da cidade", encerrou, se comprometendo ainda com uma gestão eficiente, sem corrupção e com entrega dos serviços esperados pela população.
Comentários CORRIGIR TEXTO