Porto Alegre, terça-feira, 17 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 17 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

ELEIÇÕES 2020

- Publicada em 19h32min, 17/11/2020. Atualizada em 22h14min, 17/11/2020.

Melo fecha com o PSD e o Avante, e recebe propostas do Republicanos

Nagelstein (d) formalizou o apoio à chapa de Melo em reunião no comitê do emedebista

Nagelstein (d) formalizou o apoio à chapa de Melo em reunião no comitê do emedebista


MATEUS RAUGUST/DIVULGAÇÃO/JC
Fernanda Crancio
No segundo dia de busca de apoios para o segundo turno da eleição municipal, a candidatura de Sebastião Melo (MDB) confirmou duas adesões nesta terça-feira (17): o apoio já esperado do PSD, sigla do candidato Valter Nagelstein, derrotado no primeiro turno, e a formalização do Avante. Embora já bastante avançadas, as tratativas com o Republicanos, de João Derly, ainda dependem de aval da executiva e dos candidatos a vereador da legenda, que reúnem-se na noite desta terça-feira (17) e podem validar o apoio nas próximas horas.
No segundo dia de busca de apoios para o segundo turno da eleição municipal, a candidatura de Sebastião Melo (MDB) confirmou duas adesões nesta terça-feira (17): o apoio já esperado do PSD, sigla do candidato Valter Nagelstein, derrotado no primeiro turno, e a formalização do Avante. Embora já bastante avançadas, as tratativas com o Republicanos, de João Derly, ainda dependem de aval da executiva e dos candidatos a vereador da legenda, que reúnem-se na noite desta terça-feira (17) e podem validar o apoio nas próximas horas.
A oficialização de Nagelstein ocorreu durante encontro entre os candidatos e foi destacada pela equipe de campanha do emedebista como a representação de que "Porto Alegre está ainda mais forte e preparada para reerguer nossa cidade". No primeiro turno, o candidato do PSD obteve 20.033 votos, 3,1% do total de votos válidos no pleito. Crítico da ideologia de esquerda, o apoio de Nagelstein, já era esperado.
Pelas redes sociais, ele destacou que as propostas que defendeu durante sua campanha se aproximam das de Melo, principalmente nas áreas da segurança, saúde e educação. Também enfatizou que a aliança busca evitar o retorno do socialismo para a cidade. "Nós temos o propósito de evitar um retrocesso histórico do retorno do socialismo para a cidade, por isso, hoje pela manhã oficializamos nosso apoio ao 15 e estamos integralmente convictos de que com Melo nossa Capital pode crescer com igualdade social e desenvolvimento", destacou.
Nesta terça, o vereador se envolveu em polêmica com a bancada do PSOL, ao criticar, por meio de um áudio, a eleição dos vereadores da legenda.
Durante o dia, Melo esteve ainda em reunião com a executiva do PP, que formalizou o apoio já manifestado individualmente pelo candidato da sigla à prefeitura, Gustavo Paim, ainda na segunda-feira (16). "Hoje recebi esses apoios importantes e encaminhamos as conversas com o Republicanos", comentou o candidato, que também procurou a executiva do PSB.
Pela manhã, uma reunião de Melo e seu vice Ricardo Gomes na sede do Republicanos formalizou o convite para que a sigla integre a coligação. No encontro, que contou com a participação de João Derly e dos presidentes estadual e municipal da legenda, foi acordada a inclusão de temas caros para o partido - como políticas voltadas ao esporte, à acessibilidade e ao empreendedorismo- e defendidas na campanha de Derly, no programa de governo de Melo. “Temos muito em comum nos nossos projetos. Queremos o Republicanos ao nosso lado”, afirmou o emedebista.
Na noite desta terça-feira, o Republicanos deverá respaldar a adesão à campanha de Melo. "É bastante provável que hoje (terça) ainda a gente confirme o apoio. Já tratamos de questões programáticas, mas vamos ouvir a executiva, os vereadores e candidatos que concorreram à Câmara", comentou a coordenadora da campanha de Derly, Flávia Moreira.
O PSB, também procurado pela candidata Manuela d'Ávila (PCdoB), debaterá a composição do apoio em reunião de sua executiva na noite desta terça-feira. "Melo tem me ligado, assim como o pessoal da Manuela, e nós estamos avaliando e vamos discutir no coletivo. Levamos em conta vários aspectos em relação à cidade e nossos projetos políticos", afirmou o presidente estadual da sigla socialista, Antônio Elisandro de Oliveira.
Comentários CORRIGIR TEXTO