Porto Alegre, quinta-feira, 19 de novembro de 2020.
Dia da Bandeira.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 19 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 18h52min, 17/11/2020. Atualizada em 09h22min, 19/11/2020.

Porto Alegre terá mais mulheres e negros a partir de 2021 na Câmara de Vereadores

Cinco candidatos negros estão eleitos, dentre eles Karen Santos (c), a vereadora mais votada

Cinco candidatos negros estão eleitos, dentre eles Karen Santos (c), a vereadora mais votada


MONTAGEM COM FOTOS ARQUIVO PESSOAL/LUCAS LEFFA/ELSON SEMPÉ PEDROSO/DIVULGAÇÃO/JC
Roberta Mello
Um perfil mais diverso e plural pode dar novos contornos ao Legislativo municipal de Porto Alegre a partir de 2021. Assim como nas demais cidades do País, onde pessoas do gênero feminino, negras e LGBTs ganharam mais espaço nesta eleição, Porto Alegre elegeu um número maior de mulheres e negros - candidatos que carregaram as pautas identitárias e antirracistas em suas campanhas.
Um perfil mais diverso e plural pode dar novos contornos ao Legislativo municipal de Porto Alegre a partir de 2021. Assim como nas demais cidades do País, onde pessoas do gênero feminino, negras e LGBTs ganharam mais espaço nesta eleição, Porto Alegre elegeu um número maior de mulheres e negros - candidatos que carregaram as pautas identitárias e antirracistas em suas campanhas.
Em 2020, cinco candidatos negros estão eleitos: Karen Santos (PSOL), Matheus Gomes (PSOL), Laura Sito (PT), Bruna Rodrigues (PCdoB) e Daiana Santos (PCdoB). Dentre eles, Karen Santos foi a vereadora mais votada na cidade. O grupo é composto por quatro mulheres negras, sendo uma delas, Daiana Santos, assumidamente lésbica.
Em 2016, apenas um candidato autodeclarado negro havia sido escolhido pela população porto-alegrense - Tarcísio Flecha Negra, do PSD.
A participação feminina entre os candidatos eleitos também ganha destaque. Em 2020 foram eleitas, ao todo, 11 mulheres, número bem superior ao de 2016, quando apenas quatro foram eleitas. Além de Karen, Laura, Bruna e Daiana, assumem vagas na Câmara de Porto Alegre, a partir de janeiro, Lourdes Sprenger (MDB), Tanise Sabino (PTB), Mariana Pimentel (Novo), Mônica Leal (PP), Comandante Nádia (DEM), Fernanda Barth (PRTB) e Cláudia Vieira de Araújo (PSD).
Quatro siglas (PCdoB, DEM, PRTB e PSD) elegeram apenas mulheres. Em 2016, haviam sido eleitas Comandante Nádia, Fernanda Melchionna (PSOL), Mônica Leal e Sofia Cavedon (PT). Atualmente, a Câmara tem cinco vereadoras, algumas delas que estavam suplentes, exercendo o cargo.
Comentários CORRIGIR TEXTO