Porto Alegre, domingo, 15 de novembro de 2020.
Dia da Proclamação da República.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 15 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

eleições 2020

- Publicada em 21h45min, 15/11/2020. Atualizada em 21h54min, 15/11/2020.

Explicação técnica sobre atraso para totalizar votos só será feita nesta segunda, diz Barroso

Em coletiva, ministro adiantou que houve uma falha em um dos núcleos no super computador

Em coletiva, ministro adiantou que houve uma falha em um dos núcleos no super computador


reprodução/Youtube/JC
O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, afirmou que apenas nesta segunda-feira (16) poderá dar uma explicação técnica para o atraso na totalização dos votos das eleições municipais. O ministro adiantou que houve uma falha em um dos núcleos no super computador que processa a totalização dos votos.
O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, afirmou que apenas nesta segunda-feira (16) poderá dar uma explicação técnica para o atraso na totalização dos votos das eleições municipais. O ministro adiantou que houve uma falha em um dos núcleos no super computador que processa a totalização dos votos.
"Houve um atraso na totalização dos resultados por força de um problema técnico que foi o seguinte: um dos núcleos de processadores do super computador que processa a totalização falhou e foi preciso repará-lo", disse o ministro.
"Espero amanhã dar a explicação técnica possível", completou.
O ministro concedeu uma entrevista coletiva na noite deste domingo (15), em um evento repleto de autoridades.
Participaram, além do presidente do TSE, como o vice Edson Fachin, o ministro André Mendonça (Justiça e Segurança Pública), Fernando Azevedo (Defesa), o advogado-geral da União José Levi, o procurador-geral da República Augusto Aras, diretor-geral da Polícia Federal Rolando Alexandre de Souza, Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Renata Gil
Em nota no fim da tarde, o tribunal havia informado que a demora na divulgação dos resultados da eleição se devia à lentidão no processo de totalização de votos.
"Os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto. O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação", afirma nota.
O TSE afirmou que não havia relação com vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético, registrada pela manhã.
FOLHAPRESS
Comentários CORRIGIR TEXTO