Porto Alegre, domingo, 15 de novembro de 2020.
Dia da Proclamação da República.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 15 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

eleições 2020

- Publicada em 20h39min, 15/11/2020.

Atraso na divulgação ocorre por 'lentidão no processo de totalização', diz TSE

Corte ressaltou em nota que a dificuldade não tem relação com o vazamento de dados

Corte ressaltou em nota que a dificuldade não tem relação com o vazamento de dados


MARCELO CASAL JR/AGÊNCIA BRASIL/JC
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclareceu na noite deste domingo (15) em nota que o atraso para a divulgação dos resultados da eleição se deve a uma "lentidão no processo de totalização dos votos". A Corte afirmou que os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados também normalmente pelo banco de totalização. Mas explicou que esse banco está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto.
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclareceu na noite deste domingo (15) em nota que o atraso para a divulgação dos resultados da eleição se deve a uma "lentidão no processo de totalização dos votos". A Corte afirmou que os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados também normalmente pelo banco de totalização. Mas explicou que esse banco está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto.
"O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação", afirmou por meio de assessoria.
A Corte ainda ressaltou em nota que a dificuldade não tem nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores ou com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã.
Neste ano, o pleito conta com uma novidade no processo de totalização dos votos. Agora, essa etapa está concentrada no data center do TSE, enquanto que nos últimos pleitos o processamento era feito nesses sistemas dos TREs. Ou seja, houve uma redução de 27 pontos de totalização para um.
No sábado, o secretário de tecnologia da informação do TSE, Giuseppe Janino, afirmou que a mudança traria várias vantagens, como na "economicidade, segurança, gerenciamento, e na agilidade".
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO