Porto Alegre, domingo, 15 de novembro de 2020.
Dia da Proclamação da República.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 15 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eleições 2020

- Publicada em 11h30min, 15/11/2020.

Ao lado de Covas, FHC defende democracia e diz que Bolsonaro é arrogante

"Vimos nos Estados Unidos todas as dificuldades de um candidato irrequieto", disse FHC

"Vimos nos Estados Unidos todas as dificuldades de um candidato irrequieto", disse FHC


TÂNIA RÊGO/AGÊNCIA BRASIL/JC
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso votou na manhã deste domingo (15) ao lado do prefeito Bruno Covas (PSDB), no Colégio Sion, na zona oeste de São Paulo. Em conversa rápida com a imprensa após o voto, ele disse que o recado destas eleições é a manutenção da democracia.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso votou na manhã deste domingo (15) ao lado do prefeito Bruno Covas (PSDB), no Colégio Sion, na zona oeste de São Paulo. Em conversa rápida com a imprensa após o voto, ele disse que o recado destas eleições é a manutenção da democracia.
"Vimos nos Estados Unidos todas as dificuldades de um candidato irrequieto, que é o Trump", afirmou, referindo-se ao caos eleitoral provocado pelo ex-presidente americano a questionar a integridade das eleições.
FHC também afirmou que o momento é difícil e que a postura do presidente Jair Bolsonaro foi arrogante. "Há uma certa arrogância do atual governo que não ajuda", disse. "Só quem viveu a agrura da falta de liberdade sabe como liberdade é bom", acrescentou ao finalizar sua fala.
Covas foi à residência do tucano, localizada no bairro Higienópolis, às 9h40. O ex-senador Aloysio Nunes também estava presente. Os três foram caminhando até Colégio Sion para acompanhar o voto de FHC.
Mais cedo, o prefeito de São Paulo tomou café da manhã com ex-prefeita Marta Suplicy. Agora, ele irá encontrar o governador João Doria (PMDB), figura que afastou de sua campanha política, e, por volta das 11h30, deve votar. 
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO