Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Assembleia Legislativa

- Publicada em 03h00min, 11/09/2020.

Base esvazia comissão para não votar relatório crítico à reforma tributária

Parecer é de autoria do deputado Giuseppe Riesgo (Novo)

Parecer é de autoria do deputado Giuseppe Riesgo (Novo)


GUERREIRO/AGÊNCIA ALRS/JC
Por falta de quórum, a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa adiou a votação do relatório final da Subcomissão da Reforma Tributária. O parecer, produzido pelo deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo), critica duramente as propostas de revisão do sistema tributário gaúcho, enviados pelo governo Eduardo Leite (PSDB) ao Legislativo.
Por falta de quórum, a Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa adiou a votação do relatório final da Subcomissão da Reforma Tributária. O parecer, produzido pelo deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo), critica duramente as propostas de revisão do sistema tributário gaúcho, enviados pelo governo Eduardo Leite (PSDB) ao Legislativo.
Após ouvir dezenas de entidades e analisar os impactos de todos os projetos encaminhados pelo governo, Riesgo apontou no texto que a reforma é a consolidação do aumento de impostos no Rio Grande do Sul. Para ele, esse foi o motivo pelo qual os deputados do governo não compareceram na reunião virtual da comissão e barraram a votação do relatório final. A expectativa é que na próxima semana o texto seja votado em uma reunião conjunta das Comissões de Economia e Finanças. Os três projetos da reforma estão na ordem do dia e deverão ser votados na próxima quarta-feira (9).
Comentários CORRIGIR TEXTO