Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

judiciário

- Publicada em 03h00min, 04/08/2020.

PGR pede ao STJ que restabeleça prisão de Queiroz e de sua mulher

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reverta a decisão do presidente da corte, ministro João Otávio Noronha, que beneficiou no mês passado com prisão domiciliar o policial militar aposentado Fabrício Queiroz e a mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar.
A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reverta a decisão do presidente da corte, ministro João Otávio Noronha, que beneficiou no mês passado com prisão domiciliar o policial militar aposentado Fabrício Queiroz e a mulher dele, Márcia Oliveira de Aguiar.
No pedido, apresentado na semana passada, o subprocurador Roberto Thomé afirmou que não houve ilegalidade na ordem de prisão preventiva do ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (REP-RJ) e amigo do presidente Jair Bolsonaro.
Queiroz é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro no caso da "rachadinha" na Assembleia Legislativa fluminense. O representante da PGR argumentou que Márcia Aguiar, então na condição de foragida, não poderia ter sido beneficiada com a domiciliar.
Comentários CORRIGIR TEXTO