Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Entrevista Especial

- Publicada em 13h56min, 25/07/2020. Atualizada em 09h54min, 27/07/2020.

Ex-governador Antonio Britto estará em live do JC nesta segunda-feira

Ex-governador vai abordar desde medidas que marcaram seu governo até a cena política atual

Ex-governador vai abordar desde medidas que marcaram seu governo até a cena política atual


João Cammardelli/Arte/JC sobre foto de NELSON TOLEDO/DIVULGAÇÃO/JC
O ex-governador do Rio Grande do Sul e ex-ministro da Previdência Social Antonio Britto estará em live nesta segunda-feira (27), a partir das 11h, no canal do Jornal do Comércio no YouTube, Facebook e site. Será a primeira vez que a Entrevista Especial, da Editoria de Política, será ao vivo. Acesse YouTube.com/JornaldoComercioRS | faceboook.com/jornaldocomercio.
O ex-governador do Rio Grande do Sul e ex-ministro da Previdência Social Antonio Britto estará em live nesta segunda-feira (27), a partir das 11h, no canal do Jornal do Comércio no YouTube, Facebook e site. Será a primeira vez que a Entrevista Especial, da Editoria de Política, será ao vivo. Acesse YouTube.com/JornaldoComercioRS | faceboook.com/jornaldocomercio.
O repórter Marcus Meneghetti e a editora assistente do site Patrícia Comunello vão questionar o ex-governador sobre o Rio Grande do Sul em 2020, passando por privatizações, finanças públicas, incentivos fiscais, reforma tributária, política para o funcionalismo, pandemia e a cena política regional e nacional.

Por que assistir à Entrevista Especial AO VIVO com Antonio Britto?

Em recente videoconferência da Associação Comercial de Porto Alegre (ACPA), Britto apontou que a imagem do Brasil no exterior é um dos problemas: "Quando a imagem política, diplomática, cultural está prejudicada, os negócios acabam pagando parte da conta". 
Britto, do MDB, ocupou o Palácio Piratini entre 19995 e 1998, e teve como marcas a primeira onda de privatizações, com a venda da CRT e parte da CEEE, fusão de bancos, federalização da dívida, programas de demissões e atração de fábricas de automóveis, com uso de fortes incentivos fiscais.
A montadora da General Motors está até hoje no polo em Gravataí, já a da Ford, que seria instalada em Guaíba, nunca foi erguida, acabou sendo sepultada no começo do governo de Olívio Dutra (PT, 1999-2002).
Para assistir a outras entrevistas especiais, confira a playlist no canal do YouTube.
Comentários CORRIGIR TEXTO