Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Distanciamento controlado

- Publicada em 19h06min, 20/07/2020. Atualizada em 20h46min, 20/07/2020.

Eduardo Leite planeja gestão compartilhada do distanciamento controlado com prefeituras

Governador quer dar maior autonomia aos prefeitos em relação ao modelo de distanciamento

Governador quer dar maior autonomia aos prefeitos em relação ao modelo de distanciamento


FACEBOOK/REPRODUÇÃO/JC
Fernanda Crancio
O Executivo gaúcho cogita a possibilidade de dar mais responsabilidade e autonomia às prefeituras na gestão local do distanciamento controlado. O tema será tratado em reunião com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) nos próximos dias, segundo anunciou o governador Eduardo Leite nesta segunda-feira (20).
O Executivo gaúcho cogita a possibilidade de dar mais responsabilidade e autonomia às prefeituras na gestão local do distanciamento controlado. O tema será tratado em reunião com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) nos próximos dias, segundo anunciou o governador Eduardo Leite nesta segunda-feira (20).
Segundo ele, a intenção é buscar uma gestão compartilhada do modelo do distanciamento controlado. "É fundamental os municípios se engajarem nos protocolos e fiscalizarem. Por isso, vamos convidá-los a terem uma participação ativa e que possam ajudar a fazer as regiões cumprirem o distanciamento", adiantou Leite.
A lógica do sistema de classificação das bandeiras não deverá ser alterada, em função dessa nova possibilidade, que dará maior participação às regiões. "Vamos compartilhar responsabilidades e somar esforços para vencermos o coronavírus com menos impacto econômico possível", disse ele.
Leite destacou que essa maior autonomia aos município já vem sendo aplicada desde que foi permitida a apresentação de recursos às prefeituras e associações em relação às bandeiras do distanciamento controlado. A intenção do Executivo é estabelecer critérios conjuntos para o apontamento das restrições às atividades econômicas, de forma a limitar "apenas o que for estritamente necessário".
Comentários CORRIGIR TEXTO