Porto Alegre, segunda-feira, 22 de junho de 2020.
Dia do Aeroviário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 22 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Governo federal

Alterada em 22/06 às 13h29min

Para Bolsonaro, imagem ambiental externa do País não está boa por 'desinformação'

Presidente afirmou que o País 'aos poucos' recuperou a confiança externa

Presidente afirmou que o País 'aos poucos' recuperou a confiança externa


Isac Nóbrega/PR/JC
O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta segunda-feira (22) "saber" que a imagem do País não está "muito boa" aos olhos externos na questão ambiental, mas creditou a situação ao que chamou de "desinformação". "Nós sabemos que nossa imagem não está muito boa aí fora por desinformação", disse Bolsonaro, para quem o Brasil é o País que "mais preserva".
O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse nesta segunda-feira (22) "saber" que a imagem do País não está "muito boa" aos olhos externos na questão ambiental, mas creditou a situação ao que chamou de "desinformação". "Nós sabemos que nossa imagem não está muito boa aí fora por desinformação", disse Bolsonaro, para quem o Brasil é o País que "mais preserva".
Alvo de avaliações negativas pela política ambiental, Bolsonaro disse que há país estrangeiro que critica o Brasil não tendo "um palmo de mata ciliar".
Mesmo com essa avaliação, o presidente afirmou que o País "aos poucos" recuperou a confiança externa, e que fecha contratos semanalmente na área do agronegócio.
"Em muitas das viagens precedidas da Tereza Cristina fazíamos excelentes acordos em tudo aquilo que o campo produz. O mundo passou a acreditar no Brasil, nós aos poucos recuperamos nossa confiança", disse Bolsonaro.
O presidente ainda comentou que, no passado, os profissionais do campo tinham "medo de receber" alguém do Ibama em suas propriedades. Segundo ele, hoje isso "praticamente acabou".
"Ele deve receber com respeito, ser tratado com respeito, porque em primeiro lugar, é advertir ou orientar, num segundo momento, caso seja possível, daí sim as penalidades, aquilo que diz a lei, assim nós agimos", disse Bolsonaro, que participou da estreia do canal Agro+, da Band TV.
Na fala, o presidente ainda fez um afago à ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Em tom de brincadeira, disse que a ministra ainda ficaria mais 20 anos no cargo. "Nossa garota do agronegócio, se Gilmar (Mendes, ministro STF presente no evento) permitir, ela vai ter estabilidade no ministério", disse.
 
Comentários