Porto Alegre, quinta-feira, 14 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 14 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Municípios

Alterada em 14/05 às 18h25min

Câmara de Farroupilha vota impeachment de Claiton Gonçalves nesta sexta

Integrantes da comissão encaminharam processo na manhã de quarta

Integrantes da comissão encaminharam processo na manhã de quarta


Câmara de Farroupilha/Divulgação/JC
Roberto Hunoff, Roberto Hunoff, de Caxias do Sul
O parecer da Comissão Processante instalada na Câmara de Vereadores de Farroupilha considerou procedentes três das quatro denúncias feitas contra o prefeito Claiton Gonçalves (PDT) por advogados membros da Ordem dos Advogados do Brasil. A sessão extraordinária para julgamento do parecer foi marcada para esta sexta-feira (15), às 13h.
O parecer da Comissão Processante instalada na Câmara de Vereadores de Farroupilha considerou procedentes três das quatro denúncias feitas contra o prefeito Claiton Gonçalves (PDT) por advogados membros da Ordem dos Advogados do Brasil. A sessão extraordinária para julgamento do parecer foi marcada para esta sexta-feira (15), às 13h.
O rito da sessão contemplará a leitura de todo o processo, defesa do denunciado e manifestações dos vereadores antecedendo seus votos. Para que o prefeito seja cassado serão necessários 10 votos. O Legislativo é formado por 15 vereadores.
O relator Sedinei Catafesta (PSD) apontou irregularidades referentes à nomeação de fiscal do Município para atuar em função privativa de advogado, suplementação de crédito orçamentário e aquisição de imóveis sem a autorização do Legislativo. A denúncia sobre quebra de decoro, referente a manifestação do chefe do Executivo em emissora de rádio, foi apontada como improcedente.
A sessão será transmitida ao vivo pelo canal da Câmara, no Youtube. Aos que optarem por acompanhar de forma presencial serão disponibilizados 20 lugares. O acesso deverá respeitar as orientações do Ministério da Saúde quanto ao uso de máscaras e distanciamento de dois metros entre as pessoas.
Comentários