Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

governo federal

- Publicada em 18h18min, 12/03/2020.

Bolsonaro é monitorado sobre coronavírus após secretário testar positivo

Presidente desencorajou apoiadores a irem nos atos do próximo dia 15

Presidente desencorajou apoiadores a irem nos atos do próximo dia 15


/EVARISTO SA/AFP/JC
Após cancelar viagem para Mossoró (RN) nesta quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro recebeu o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem. O chefe da Abin chegou ao Palácio da Alvorada por volta das 10h e ficou reunido com o presidente por cerca de uma hora.
Após cancelar viagem para Mossoró (RN) nesta quinta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro recebeu o diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Ramagem. O chefe da Abin chegou ao Palácio da Alvorada por volta das 10h e ficou reunido com o presidente por cerca de uma hora.
O contexto da reunião é o surto de coronavírus em escalada no País. A Abin é um órgão da Presidência da República, ligado ao Gabinete de Segurança Institucional, e é responsável por monitorar e fornecer informações estratégicas para o Executivo.
Bolsonaro e integrantes da comitiva que o acompanhou em viagem a Miami, nos Estados Unidos, estão sendo monitorados após o secretário especial de Comunicação, Fábio Wajngarten, apresentar sintomas de gripe e ser submetido a um teste para o coronavírus. O resultado do exame foi divulgado há pouco e é positivo para o vírus.
A pandemia do coronavírus, declarada na quarta-feira (11) pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi uma das razões para Bolsonaro cancelar viagem para Mossoró, no Rio Grande do Norte, nesta quinta. O evento foi adiado por "razões de segurança sanitária", segundo informou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.
A situação do coronavírus também foi tema de reunião de emergência com o ministro da Economia, Paulo Guedes, realizada ontem na Câmara dos Deputados. Antes de seguir para o Congresso, Guedes se encontrou com Bolsonaro. A pasta de Guedes revisou ontem as estimativas de crescimento para 2020, que passa de alta de 2,4% no PIB para 2,1%.
 
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO