Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Lei orçamentária

- Publicada em 03h01min, 13/09/2019. Atualizada em 03h00min, 13/09/2019.

Poderes discutem LDO antes de conciliação na Suprema Corte

Representantes dos poderes falaram sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Representantes dos poderes falaram sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias.


MÁRIO SALGADO/TJRS/DIVULGAÇÃO/JC
O Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul sediou, no final da tarde desta quinta-feira (12), reunião (foto) entre as partes envolvidas na discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020. O encontro foi realizado em função da audiência de conciliação marcada para a próxima segunda-feira, no Supremo Tribunal Federal (STF), pelo presidente da corte, ministro Dias Toffoli. O presidente do TJ, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, estará presente na audiência de conciliação em Brasília. Participaram da reunião no TJ o governador em exercício, Ranolfo Vieira (PTB); o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen; o defensor-público geral, Cristiano Heerdt; o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Iradir Pietroski, e o secretário da Fazenda, Marco Aurelio Santos Cardoso.
O Tribunal de Justiça (TJ) do Rio Grande do Sul sediou, no final da tarde desta quinta-feira (12), reunião (foto) entre as partes envolvidas na discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020. O encontro foi realizado em função da audiência de conciliação marcada para a próxima segunda-feira, no Supremo Tribunal Federal (STF), pelo presidente da corte, ministro Dias Toffoli. O presidente do TJ, desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro, estará presente na audiência de conciliação em Brasília. Participaram da reunião no TJ o governador em exercício, Ranolfo Vieira (PTB); o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen; o defensor-público geral, Cristiano Heerdt; o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Iradir Pietroski, e o secretário da Fazenda, Marco Aurelio Santos Cardoso.
Comentários CORRIGIR TEXTO