Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

presidência da república

- Publicada em 03h01min, 02/09/2019. Atualizada em 03h00min, 02/09/2019.

Jair Bolsonaro encontra Edir Macedo em templo da Universal

Na semana em que a facada que sofreu durante a campanha completa um ano, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi abençoado pelo bispo Edir Macedo na frente de uma multidão de quase 10 mil fiéis no Templo de Salomão, sede da Igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo.
Na semana em que a facada que sofreu durante a campanha completa um ano, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi abençoado pelo bispo Edir Macedo na frente de uma multidão de quase 10 mil fiéis no Templo de Salomão, sede da Igreja Universal do Reino de Deus em São Paulo.
No altar, de joelhos e de costas para os fiéis, Bolsonaro foi ungido com o azeite da igreja evangélica por volta das 10h deste domingo (1). "Que Deus lhe dê sabedoria e coragem", disse Macedo, com as duas mãos sob a cabeça do presidente. Ele sentou na primeira fila, que estava reservada a ele, sua equipe e ao filho Renan Bolsonaro.
Edir Macedo criticou a imprensa. Disse que tentou trazer à igreja um candidato que virou presidente, sem deixar claro quem era, e que "quem perdeu a eleição foi desonrado". Ele afirmou que o Brasil "vive o inferno da mídia" e que o presidente sabe o que é levar pancada.
Após ser abençoado, Bolsonaro deixou o espaço e fez uma visita guiada pela igreja. Saiu do templo por volta das 13h30min e não falou com a imprensa.  Depois, o presidente seguiu à casa de Silvio Santos, no Morumbi. Ele chegou às 14h20min para assistir ao jogo de Palmeiras e Flamengo pelo Campeonato Brasileiro.
 

Bolsonaro passará por nova cirurgia no próximo domingo

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai passar por uma nova cirurgia no abdome no próximo domingo (8). Boletim assinado pelo médico Ricardo Peixoto Camarinha e publicado nas redes sociais do presidente informa que Bolsonaro “foi avaliado clinicamente e será submetido a cirurgia de correção de hérnia incisional, que surgiu em decorrência das intervenções cirurgicas previamente realizadas”.
Essa será a quarta cirurgia pela qual Bolsonaro passa desde o atentado, e de médio porte. O procedimento será feito Hospital Vila Nova Star, no Itaim Bibi, Zona Sul da capital paulista. A nova intervenção é necessária porque surgiu uma hérnia (uma saliência de tecido) no lugar da incisão anterior.
Mais cedo neste domingo (1), Bolsonaro já havia postado nas redes sociais que “curtiria” uns 10 dias de férias com os médicos.
A cirurgia será realizada um ano e dois dias depois de Bolsonaro ter sido esfaqueado em Juiz de Fora durante um ato de campanha.

Policiais de Carandiru e ônibus 174 ganharão indulto natalino

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), disse, neste sábado (31), em almoço com jornalistas, que o indulto que irá conceder incluirá perdão a policiais envolvidos nos casos de Eldorado dos Carajás, no massacre de Carandiru e também no sequestro do ônibus 174, ocorrido no Rio de Janeiro, em 2000. "Os que se enquadrarem no indulto, eu vou dar. Estou pedindo a policiais de todos os Estados uma lista de nomes, com justificativas", afirmou.
Questionado se daria indulto também aos comandantes ou apenas ao comandados de operações em que policiais militares foram condenados por sua atuação, ele disse que, se puder, perdoará também os líderes. "Se o comandante do Carandiru (coronel Ubiratan Guimarães) estivesse vivo, eu dava indulto pra ele também", completou.
Na sexta-feira (30), Bolsonaro já havia dito que está planejando conceder a medida para policiais. Ele tinha afirmado que iria incluir "nomes surpreendentes" e que muitos policiais, civis e militares, foram condenados "por pressão da mídia". Os três casos citados por ele nesse sábado tiveram ampla repercussão na imprensa.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO