Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR
Edição impressa de 15/08/2019. Alterada em 15/08 às 03h00min

Deputados Bibo Nunes e Alê Silva estão na mira da sigla

Além do paulista Alexandre Frota, expulso do PSL na terça-feira, mais dois dos 54 parlamentares da sigla estão ameaçados de ter de deixar o partido. Nos casos do gaúcho Bibo Nunes e da mineira Alê Silva (MG), porém, a rixa é com o presidente nacional da sigla, deputado Luciano Bivar (PE), e não com o presidente Jair Bolsonaro.

Bibo Nunes e Alê defendem a renovação no comando da legenda em novembro, com a eleição de um nome alternativo a Bivar, e dizem que estão sofrendo retaliação. Nas últimas semanas, os parlamentares perderam os cargos que desempenhavam em nome do PSL no Legislativo e afirmaram estarem sendo alvo de represália.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia