Porto Alegre, segunda-feira, 27 de julho de 2020.
Dia do Despachante.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 27 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Assembleia Legislativa

- Publicada em 03h02min, 05/08/2019. Atualizada em 03h00min, 05/08/2019.

Deputados estaduais voltam às atividades depois do recesso

Com o fim do recesso na Assembleia Legislativa, que se estendeu de 17 a 31 de julho, os deputados voltam às atividades no plenário e nas comissões do Parlamento. Nesta semana, estão previstas cinco audiências públicas e o encerramento das atividades de duas comissões especiais: a que debate a Previdência Pública e a que investiga a violência contra a população LGBT.
Com o fim do recesso na Assembleia Legislativa, que se estendeu de 17 a 31 de julho, os deputados voltam às atividades no plenário e nas comissões do Parlamento. Nesta semana, estão previstas cinco audiências públicas e o encerramento das atividades de duas comissões especiais: a que debate a Previdência Pública e a que investiga a violência contra a população LGBT.
Hoje, a Comissão Especial de Integração do Transporte Metropolitano, presidida pelo deputado Sebastião Melo (MDB), realiza audiência pública com o tema "O futuro da mobilidade urbana no Brasil", às 14h, na sala João Neves da Fontoura (Plenarinho). 
Na quarta, a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, a pedido de Sofia Cavedon (PT), realiza uma audiência, para debater o fechamento e a situação dos restaurantes populares de Porto Alegre. Na quinta-feira, a Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle realiza um debate público sobre o projeto de construção da Usina Termelétrica de Rio Grande. A proposição é de Fábio Branco (MDB). Outra audiência tratará do método de execução penal Apac (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), que será debatido na quinta-feira na Comissão de Segurança e Serviços Públicos.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO