Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 17 de julho de 2019.
Dia de Proteção às Florestas .

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

17/07/2019 - 17h50min. Alterada em 17/07 às 17h50min

Bolsonaro realiza evento amanhã para comemorar 200 dias de governo

Cerimônia será realizada no Palácio do Planalto, às 16h

Cerimônia será realizada no Palácio do Planalto, às 16h


ALAN SANTOS/PR/JC
Estadão Conteúdo
O presidente Jair Bolsonaro realiza um evento nesta quinta-feira (18), para comemorar os 200 dias do seu governo. A cerimônia será realizada no Palácio do Planalto às 16h. Há avisos espalhados pela Presidência com o convite aos servidores.
O presidente Jair Bolsonaro realiza um evento nesta quinta-feira (18), para comemorar os 200 dias do seu governo. A cerimônia será realizada no Palácio do Planalto às 16h. Há avisos espalhados pela Presidência com o convite aos servidores.
Há quem defenda que o governo anuncie durante a comemoração a liberação do saque de até 35% dos recursos das contas ativas (dos contratos de trabalho atuais) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A expectativa do governo é de que a medida injete até R$ 42 bilhões na economia. Fontes da área econômica, no entanto, afirmam que o modelo ainda não está maduro, o que poderia atrasar o anúncio.
O plano é uma tentativa de reanimar a economia, via consumo, ainda este ano. A projeção oficial do governo é de crescimento do PIB de 0,81%. Junto com a liberação dos recursos do FGTS, haverá também mais uma rodada de saques do PIS/Pasep.
Segundo fontes a par do assunto, que participaram na terça-feira (16), de reunião no Ministério da Economia, uma das ideias é autorizar os saques na seguinte proporção: quem tem até R$ 5 mil no fundo, poderia pegar 35% do saldo; trabalhadores com até R$ 10 mil no FGTS teriam autorização para sacar 30%. Ainda se discutia qual parcela terá direito quem tem entre R$ 10 mil e R$ 50 mil no FGTS, mas o porcentual não foi definido. Acima de R$ 50 mil, o trabalhador só poderia sacar 10% do saldo total.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia