Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 17 de maio de 2019.
Dia Internacional contra a Homofobia. Dia Mundial da Internet.

Jornal do Comércio

Política

CORRIGIR
Alterada em 17/05 às 03h00min

Vaccari e Bumali também são afetados

A 4ª Seção do TRF-4 também determinou a execução provisória da pena de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, e do pecuarista José Carlos Bumlai. Vaccari foi condenado a 6 anos e 8 meses de prisão por corrupção passiva, e Bumlai a nove anos e dez meses de reclusão por corrupção e gestão fraudulenta.

O processo é relativo a um empréstimo de R$ 12 milhões a Bumlai para repasse ao PT. Em troca, o partido facilitaria contrato da Schahin Engenharia para operar um navio-sonda com a Petrobras. O tribunal suspendeu a ação contra Fernando Baiano, que teria intermediado o contrato entre as empresas. Ele cumpre pena em regime domiciliar. A defesa de Vaccari alegou que ele teria direito a regime inicial semi-aberto, o que foi negado. Procurada, a defesa do ex-tesoureiro não respondeu. Segundo a advogada de Bumlai, Daniella Meggliorano, ele acredita que os tribunais superiores irão reparar as "ilegalidades da sentença".

CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia