Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 12 de abril de 2019.
Dia do Obstetra.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Redes sociais

Edição impressa de 12/04/2019. Alterada em 12/04 às 03h00min

No Twitter, Jair Bolsonaro manifesta apoio a apresentador condenado por injúria

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) manifestou apoio, nesta quinta-feira, nas redes sociais, ao apresentador Danilo Gentili, condenado à pena de seis meses e 28 dias de detenção, em regime semiaberto, por injúria contra a deputada federal gaúcha Maria do Rosário (PT). "Me solidarizo com o apresentador e comediante Danilo Gentili ao exercer seu direito de livre expressão e sua profissão, da qual, por vezes, eu mesmo sou alvo, mas compreendo que são piadas e faz parte do jogo, algo que infelizmente vale para uns e não para outros", disse Bolsonaro nas redes sociais.
Maria do Rosário também processa Bolsonaro. Ele foi condenado a pagar R$ 10 mil de indenização por danos morais em fevereiro por ter dito, em 2014, que ela não merecia ser estuprada por ser "muito feia". Cabe recurso. A declaração tornou Bolsonaro réu, mas a ação foi suspensa depois que ele assumiu a presidência.
A ação contra Gentili foi aberta pela deputada por causa de um vídeo publicado em 2017. Nele, Gentili, que conduz um programa no SBT, mostra um documento enviado a ele pela Procuradoria Parlamentar da Câmara dos Deputados. O documento era, segundo a sentença, uma tentativa de conciliação extrajudicial para que Gentili apagasse publicações no Twitter sobre Maria do Rosário. À Justiça, Maria do Rosário disse que a hostilidade de Gentili, pelo alcance de suas publicações, gerou uma série de ameaças a ela na internet.
No vídeo, o apresentador rasga a notificação, coloca os papéis dentro de suas calças e vai ao correio para enviar o conteúdo de volta à Câmara. Gentili poderá recorrer em liberdade. 
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia