Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 03 de abril de 2019.
Dia do Atuário.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Câmara de Nova Petrópolis

Edição impressa de 03/04/2019. Alterada em 03/04 às 03h00min

Vereador recebe pena máxima por afirmar que 'mulher decente não dá problema'

A Câmara Municipal de Nova Petrópolis aprovou, na sessão ordinária desta segunda-feira, um projeto de resolução que prevê o afastamento do vereador Cláudio Gottschalk (PDT) pelo período de 30 dias por meio de um processo ético-disciplinar. A punição deve-se à fala do vereador na sessão ordinária do dia 7 de março em que afirmou que "mulher decente não dá problema. O problema são as chinelonas." De acordo com o relatório da Comissão Única de Pareceres, com base no processo ético-disciplinar 01/2019, no qual a comissão composta pelo presidente vereador Rafael Lüdke, relator vereador Nei Schneider e secretário vereador Rodrigo Santos, por unanimidade, emitiu parecer "entendendo aplicar a pena máxima prevista no Código de Ética". O início do afastamento se dá desde ontem, com retorno previsto para 1 de maio. 
Gottschalk se manifestou após a votação e disse que acredita merecer a punição e que não soube se expressar. "Ganhei 30 dias de suspensão, mas vou representar o povo de Nova Petrópolis nesses dias. Sou humano, também erro. É um aprendizado."
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia