Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de março de 2019.
Dia Mundial da Água.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Reforma da Previdência

Alterada em 22/03 às 16h25min

Flávio Bolsonaro diz que Maia é 'fundamental para aprovar a Nova Previdência'

Segundo Flávio Bolsonaro, Maia 'está engajado em fazer o Brasil dar certo!'

Segundo Flávio Bolsonaro, Maia 'está engajado em fazer o Brasil dar certo!'


PEDRO FRANÇA/AGÊNCIA SENADO/JC
Estadão Conteúdo
O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) escreveu em seu Twitter que o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) "é fundamental na articulação para aprovar a Nova Previdência e projetos de combate ao crime". Segundo o senador, que é filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Maia "está engajado em fazer o Brasil dar certo!".
A fala do filho mais velho do presidente acontece logo após um estranhamento entre o presidente da Câmara e irmão mais novo de Flávio, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Carlos havia publicado em seu Instagram que Rodrigo Maia andava "nervoso", em virtude da declaração de Maia de que o ministro da Justiça, Sergio Moro, "conhece pouco de política" e que não é mais que um "funcionário do presidente Bolsonaro".
Maia teria se irritado ao ser cobrado por Moro para acelerar a tramitação do pacote anticrime apresentado ao Congresso pelo ministro. Segundo Maia, a prioridade da Mesa será a proposta de reforma da Previdência, e não as leis anticrime.
O tuíte de Flávio Bolsonaro, que não costuma publicar muito nesta rede social, sinaliza para uma tentativa de pacificação entre a família Bolsonaro e o presidente da Câmara. Mais cedo, em entrevista ao Grupo Estado, Maia disse que é papel do presidente e seus ministros conseguir maioria para aprovar a reforma previdenciária.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia