Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 12 de fevereiro de 2019.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

Alterada em 12/02 às 09h57min

Bolsonaro não tem compromissos oficiais em agenda

Equipe médica disse que Bolsonaro recebeu o aval para ter alta

Equipe médica disse que Bolsonaro recebeu o aval para ter alta


TWITTER/REPRODUÇÃO/JC
Estadão Conteúdo
O presidente Jair Bolsonaro não tem compromissos oficiais registrados na agenda pública divulgada nesta manhã pelo Palácio do Planalto. Um novo boletim médico sobre o estado de saúde dele será divulgado às 17 horas.
No início da manhã, ele publicou no Twitter um vídeo no qual mostra projetos esportivos com patrocínio da Caixa Econômica Federal. "A inserção social de deficientes através do esporte é mais uma das frentes de investimento do novo Brasil que almejamos", escreveu o presidente.
Na noite de segunda-feira (11) a equipe médica do Hospital Israelita Albert Einstein disse que Bolsonaro recebeu o aval para ter alta na Quarta-feira (13).
"Ele pode ter alta sim. Mas eu não sei se ele vai quarta, ele e o cerimonial (do Planalto) vão decidir", disse o cirurgião Antonio Luiz Macedo. "O presidente está ótimo, está perfeito."
No fim da tarde de segunda, o próprio Bolsonaro disse em entrevista por telefone à TV Bandeirantes que esperava receber alta do hospital paulistano nesta semana.
O boletim médico de segunda-feira informava que o presidente recebeu alta da unidade de terapia semi-intensiva e foi encaminhado a um apartamento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia