Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 24 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

transição no planalto

Edição impressa de 24/12/2018. Alterada em 24/12 às 01h00min

Marinha intercepta jornalistas em área militar de Marambaia

Militares da Marinha interceptaram neste domingo uma lancha ocupada por jornalistas que faziam a cobertura da visita do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), à Restinga da Marambaia. Os militares abordaram por duas vezes a embarcação alugada por equipes de reportagem para tentar registrar a presença de Bolsonaro na região. Profissionais da Folha de S.Paulo, do Estado de S.Paulo, de O Globo e da TV Bandeirantes ocupavam a lancha.
Na primeira abordagem, os militares estabeleceram um perímetro de segurança da restinga para os jornalistas trabalharem. Na segunda, pediram a documentação da embarcação e escoltaram o grupo para uma região mais distante da restinga.
No final do ano passado, a Marinha adotou procedimento semelhante na vista do presidente Michel Temer (MDB) na área militar. Desde sábado, Bolsonaro está na região de proteção das Forças Armadas, onde vai passar o Natal com os familiares.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia