Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de outubro de 2018.
Dia nacional do Livro e Dia mundial de combate ao AVC.

Jornal do Comércio

Política

CORRIGIR

eleições 2018

28/10/2018 - 19h39min. Alterada em 29/10 às 01h41min

Eduardo Leite será o governador mais jovem do Rio Grande do Sul

Em 2013, aos 27 anos, foi empossado como prefeito de Pelotas

Em 2013, aos 27 anos, foi empossado como prefeito de Pelotas


EDUARDO BELESKE/DIVULGAÇÃO/JC
Bruna Fernanda Suptitz
Eduardo Leite tem 33 anos -idade que terá ao assumir o governo do Estado, tornando-se, assim, o mais jovem governador do Rio Grande do Sul. Leite ocupou seu primeiro cargo eletivo aos 23 anos, quando venceu a disputa para uma cadeira de vereador em sua cidade natal, Pelotas, na Metade Sul do Estado. Presidiu o Legislativo em 2011.
Aos 27 anos foi eleito prefeito de Pelotas. Antes disso, havia concorrido ao cargo de vereador em 2004, aos 19 anos, ficando como suplente. Em 2010, disputou uma vaga na Assembleia Legislativa e também ficou como suplente. Durante o Ensino Médio, presidiu o grêmio estudantil do Colégio São José. É o atual presidente estadual do PSDB.
Em suas falas durante a campanha, era comum fazer referência à família de servidores públicos: é filho da professora de Ciência Política Rosa Eliana de Figueiredo e do advogado José Luiz Marasco Cavalheiro Leite.
Afilhado político do falecido Bernardo de Souza (PPS), ex-prefeito de Pelotas e ex-deputado estadual, Leite ocupou cargo na Secretaria Municipal de Cidadania na gestão de Souza e foi chefe de gabinete do ex-prefeito Fetter Júnior (PP). Em 2016, optou por não concorrer à reeleição e apoiou a sua vice-prefeita Paula Mascarenhas (PSDB), eleita em primeiro turno.
Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Eduardo Leite tem mestrando em Gestão e Políticas Públicas na Fundação Getulio Vargas, em São Paulo. Em 2017, foi aluno convidado do curso de Políticas Públicas da Columbia University, de Nova Iorque, nos Estados Unidos. No mesmo ano, foi um dos 11 jovens líderes brasileiros escolhidos para um encontro, em São Paulo, com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama.
Como prefeito em Pelotas, conseguiu financiamentos de mais de R$ 110 milhões para execução de obras de infraestrutura e reestruturação do sistema de mobilidade urbana. Na área da saúde, abriu a primeira Unidade de Pronto Atendimento de Pelotas, custeada integralmente com recursos do município.
Na educação, implantou o programa do uniforme escolar, inseriu novas tecnologias na sala de aula da rede municipal e elevou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em 23% para as séries iniciais.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia