Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de outubro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

eleições 2018

Edição impressa de 16/10/2018. Alterada em 16/10 às 01h00min

Sartori mobiliza correligionários

Sartori agradeceu aos correligionários ida ao segundo turno

Sartori agradeceu aos correligionários ida ao segundo turno


MARIANA CARLESSO/JC
Carlos Villela
Acompanhado de correligionários, o governador José Ivo Sartori (MDB) deu início à campanha do segundo turno em busca da reeleição para o Piratini. Na noite de ontem, ele se reuniu com prefeitos, vereadores, deputados e outras lideranças do partido no Estado na churrascaria Galpão Crioulo, no bairro Praia de Belas, na Capital. Dentre os presentes estava o senador Lasier Martins (PSD) e os candidatos derrotados da coligação para o cargo, o ex-prefeito de Porto Alegre José Fogaça (MDB).
O foco do jantar era levar à militância o discurso unificado da coligação de Sartori para o segundo turno, buscando uma virada eleitoral. Sartori ficou em segundo lugar no primeiro turno das eleições com 31,11% dos votos, atrás do ex-prefeito de Pelotas Eduardo Leite (PSDB) com 35,9%. Se conseguir reverter o resultado, Sartori será o primeiro governador a conseguir se reeleger no Rio Grande do Sul.
O público recebeu Sartori com aplausos e gritos quando ele chegou no evento. Na entrada havia muitas bandeiras com o slogan de Sartori, "O gringo tá certo", e duas delas traziam o rosto do emedebista junto ao de Jair Bolsonaro (PSL), assim como adesivos com as fotos dos dois em uma mesa para o público pegar. Muitos dos presentes também estavam com adesivos com o número de Bolsonaro no peito. O governador declarou apoio ao candidato à presidência pelo PSL no dia 8 de outubro.
Sartori assumiu o microfone agradecendo à militância, especialmente às mulheres candidatas por seu partido no Legislativo, e puxou um "boa noite" com o público. "Nem vou dar a benção para vocês", brincou, lembrando de uma expressão que comumente utiliza. Depois de agradecer o apoio, Sartori pediu união e solidariedade entre os gaúchos e engajamento dos correligionários e lideranças do partido vindas do interior. "Com toda a rejeição que nós tivemos", disse Sartori, "muito obrigado por nos colocar no segundo turno". Ele falou sobre a necessidade de reorganizar as finanças do Estado e pediu que a militância não descanse para garantir a continuidade de seu projeto.
Lembrando o dia dos professores, comemorado ontem, Sartori encerrou o discurso homenageando a categoria, com quem teve conflitos durante seu mandato. "Eu vejo aqui muitos servidores públicos, muitos professores, muitos aposentados, e eu devo dizer que merecem o reconhecimento de todos nós", disse. Diferente de Sartori, que não falou diretamente sobre Leite no segundo turno, o vice-governador José Paulo Cairoli (PSD), que busca a reeleição junto com Sartori, ironizou o tucano: "O Sartori é transparente e a gente sabe o que fez, o rapaz a gente não sabe o que é, porque ele esconde sua origem".
Antes de Sartori e Cairoli, outras lideranças tambem discursaram, como o presidente estadual do PSB, Mário Burck, que lidou com uma insurgência da ala mais à esquerda do partido com o apoio de Sartori a Bolsonaro. Ele disse que o projeto de Leite é uma "cópia" do projeto de Sartori para o Estado. "O nosso adversário não é o novo", disse Burck. "O novo é Sartori reeleito governador do Rio Grande do Sul". "Nunca o povo gaúcho quis tanto celebrar a verdade como agora", disse o deputado federal Alceu Moreira, falando que a população pede "bis" do governo Sartori.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia