Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de setembro de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

municípios

Edição impressa de 04/09/2018. Alterada em 03/09 às 21h45min

Rio Grande do Sul tem 31 cidades com mais eleitores que população

De acordo com um levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), há 31 cidades no Rio Grande do Sul com mais eleitores do que habitantes. O cálculo foi feito a partir da estatísticas de eleitores produzidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e da estimativa da população do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2018, divulgado na semana passada.
Na lista dos 10 municípios da Região Sul com a maior diferença entre eleitores e habitantes, três são gaúchos: Pinhal da Serra (410 eleitores a mais do que habitantes), Monte Belo do Sul (382) e Vespasiano Corrêa (340). No Brasil, são 308 cidades nessa condição, sendo que apenas em Minas Gerais a proporção é maior do que no Rio Grande Sul: lá, são 93 localidades com mais votantes que moradores.
Conforme a CNM, a discrepância decorre da flexibilidade que o domicílio eleitoral possibilita ao permitir ao cidadão morar em uma cidade e votar em outra.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia