Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de outubro de 2018.
Dia Internacional do Notário.

Jornal do Comércio

Política

CORRIGIR

Eleições 2018

19/08/2018 - 22h11min. Alterada em 02/10 às 20h52min

Filtro no JC: Checamos três dados citados por Roberto Robaina

Três declarações de Roberto Robaina foram verificadas pelo Filtro Fact-checking

Três declarações de Roberto Robaina foram verificadas pelo Filtro Fact-checking


MARCO QUINTANA/JC
Filtro Fact-checking
O Filtro Fact-checking analisou as declarações da série de entrevistas com os candidatos ao Palácio Piratini. Toda segunda-feira, este espaço verifica três citações do entrevistado da semana. A análise de hoje foca a entrevista de Roberto Robaina, do PSOL.
A publicação do conteúdo verificado é apresentada em categorias de acordo com a veracidade da informação, com sete diferentes selos: verdadeiro; sem contexto; discutível; exagerado; subestimado; impossível provar; e falso. A pessoa responsável pela declaração é consultada duas vezes: antes da verificação do conteúdo e ao final da checagem, estando ciente do conteúdo apurado e publicado.
"No mundo inteiro, os países tributam exportação. A Argentina tributa."
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5b7309d631495', 'cd_midia':8435115, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2018/08/14/filtro_verdadeiro-8435115.gif', 'ds_midia': 'Filtro Fact-checking: Verdadeiro', 'ds_midia_credi': 'Arte/JC', 'ds_midia_titlo': 'Filtro Fact-checking: Verdadeiro', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '100', 'align': 'Left'}
Robaina citou a Argentina ao falar sobre tributação da exportação de produtos primários - a Lei Kandir isenta esse tipo de transação no Brasil. A Resolução Ministerial nº 11/2002, do país vizinho, estabelece a taxação de mercadorias, incluindo soja e derivados. Uma medida anunciada neste ano prevê cortes de 0,5% ao mês, até o fim de 2019. O país ainda estuda extinguir o imposto, segundo o diário Clarín, devido à queda das exportações de soja para a China - que priorizou, justamente, o produto brasileiro.

“(O setor agropecuário) é o que menos emprega na economia...”
 {'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5b7309d631495', 'cd_midia':8435111, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2018/08/14/filtro_falso-8435111.gif', 'ds_midia': 'Filtro Fact-checking: Falso', 'ds_midia_credi': 'Arte/JC', 'ds_midia_titlo': 'Filtro Fact-checking: Falso', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '100', 'align': 'Left'}
A base do candidato é o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged). No balanço entre contratações e demissões, em números absolutos, o comércio teve o pior desempenho em junho de 2018, fechando 2.132 vagas (-0,36%), seguido pela agropecuária, que perdeu 1.857 vagas. Proporcionalmente, a queda no campo foi a maior entre as oito áreas contabilizadas (-2,16%), mas ainda há mais postos nesse setor do que em outros. Ainda, se considerada a Pnad, do IBGE, dos 10 setores categorizados, o agropecuário era o quarto com maior número de trabalhadores entre janeiro e março de 2018, com 620 mil – 11% do total.
Ao ser informada sobre o resultado de nossa checagem, a assessoria de Roberto Robaina encaminhou o seguinte posicionamento: "Quanto à segunda afirmação, o Caged é o órgão do Ministério do Trabalho que compila dados sobre os assalariados (trabalhadores com carteira assinada). Já a PNAD, do IBGE, não inclui em sua pesquisa apenas os trabalhadores com carteira assinada, mas também considera as famílias proprietárias dos estabelecimentos rurais. Entre os principais setores da economia (agropecuária, indústria e comércio e serviços), o Caged mostra que a agropecuária é a que menos emprega no Rio Grande do Sul, conforme pesquisa que pode ser feita no site do Perfil dos Municípios do Caged. As afirmações do candidato se referem unicamente aos trabalhadores com carteira assinada, então o Caged é a fonte precisa de consulta".

“...e, por sinal, um dos que pagam os salários mais baixos.”
{'nm_midia_inter_thumb1':'', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'5b7309d631495', 'cd_midia':8435115, 'ds_midia_link': 'https://www.jornaldocomercio.com/_midias/gif/2018/08/14/filtro_verdadeiro-8435115.gif', 'ds_midia': 'Filtro Fact-checking: Verdadeiro', 'ds_midia_credi': 'Arte/JC', 'ds_midia_titlo': 'Filtro Fact-checking: Verdadeiro', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '100', 'align': 'Left'}
A assessoria diz que Robaina se apoia na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), que indica a remuneração média em 25 subsetores. Em 2016, a agropecuária tinha o segundo menor salário no Rio Grande do Sul (R$ 1.860,00), à frente apenas do comércio (R$ 1.823,00). Dados mais recentes do IBGE indicam outro resultado: entre janeiro e março de 2018, o salário médio em agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura foi de R$ 1.983,00, o quinto maior entre 10 setores. 
Ao ser informada sobre o resultado de nossa checagem, a assessoria de Roberto Robaina encaminhou o seguinte posicionamento: "O mesmo é válido para a avaliação da terceira afirmação. Os dados do Caged/Rais são referentes aos salários das pessoas ocupadas, enquanto os dados do IBGE se referem ao rendimento médio das pessoas ocupadas. O rendimento inclui salários e também toda e qualquer outra fonte de renda das pessoas ocupadas. Nós nos referimos unicamente aos salários, e a fonte oficial precisa para essa informação é o Caged/Rais e não o IBGE."
Após a contestação apresentada pela assessoria do candidato, a equipe do Filtro reavaliou o selo da terceira frase, inicialmente classificada como "Discutível". Como o candidato se refere especificamente a salário e a assessoria indica como fonte os dados sobre emprego formal, a declaração foi reclassificada como "Verdadeira". A estatística do IBGE leva em conta também o trabalho informal.
O Filtro Fact-checking é um projeto da ONG Pensamento. Acompanhe as checagens em pensamento.org e apublica.org/TrucoRS.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia