Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 04 de outubro de 2021.
Dia Mundial da Arquitetura. Dia do Barman e dia Mundial dos Animais.
Porto Alegre,
segunda-feira, 04 de outubro de 2021.

Opinião

Compartilhar

Artigo

- Publicada em 03h00min, 04/10/2021.

Rumo ao novo Ensino Médio

Leia Almeida
Muitas expectativas em relação ao que as escolas, de fato, vão alterar para implementar a nova proposta curricular do Ensino Médio circulam entre educadores, estudantes e famílias. É tempo de renovar o currículo. O período sugere olhar para o que é desenvolvido no colégio e merece ser mantido ou reconfigurado, ao mesmo tempo em que aderimos à flexibilidade que a legislação ampara como possibilidade de diversificação das experiências de aprendizagem. Algumas instituições já vivem essa realidade, enquanto outras se preparam para inaugurar o novo formato.
Muitas expectativas em relação ao que as escolas, de fato, vão alterar para implementar a nova proposta curricular do Ensino Médio circulam entre educadores, estudantes e famílias. É tempo de renovar o currículo. O período sugere olhar para o que é desenvolvido no colégio e merece ser mantido ou reconfigurado, ao mesmo tempo em que aderimos à flexibilidade que a legislação ampara como possibilidade de diversificação das experiências de aprendizagem. Algumas instituições já vivem essa realidade, enquanto outras se preparam para inaugurar o novo formato.
Estamos às vésperas de materializar o Novo Ensino Médio com as turmas que ingressarem no 1º ano em 2022. Esse trabalho, que teve início envolvendo a escuta de estudantes e professores, também contou com a formação intensiva da equipe pedagógica e com redesenhos curriculares.
A renovação prevista está ancorada na manutenção das aprendizagens essenciais do currículo, expressa pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e expande-se por meio de itinerários formativos, ao passo que amplia, gradativamente, a possibilidade de os estudantes trilharem percursos investigativos à sua escolha. Além disso, prevê que as turmas convivam por meio de experiências formativas em itinerários comuns.
A expectativa é de que o movimento, ora individual, ora coletivo, possa contribuir para o desenvolvimento de competências e habilidades diversas e relevantes, instrumentalizando os estudantes a se envolverem e a se engajarem em seus Projetos de Vida, temática que já era um de nossos diferenciais e que agora terá carga horária específica no arranjo curricular previsto na legislação. Esse processo renovará a atuação das equipes no acompanhamento das trajetórias estudantis, contribuindo para que os jovens façam o exercício cotidiano em busca do conhecimento.
Incentivar o protagonismo e presenciar a alegria de uma juventude que aprende e se desenvolve está presente na promessa do fundador do Instituto Marista, Marcelino Champagnat. É hora de reforçar a autoria pedagógica e os valores que sustentam uma escola que passou por tantas transformações, para que continue sendo alicerce de renovação das práticas educativas que valorizam, respeitam e defendem a vida de crianças, adolescentes e jovens por meio de uma formação integral.
Vice-diretora educacional do Colégio Marista Rosário
Comentários CORRIGIR TEXTO