Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020.
Dia de São Valentim.

Jornal do Comércio

Opinião

CORRIGIR

Editorial

Edição impressa de 14/02/2020. Alterada em 14/02 às 03h00min

A concessão de parques estaduais e o turismo no Estado

Causou repercussão a notícia publicada, na semana passada, pelo Jornal do Comércio, de que o governo gaúcho prepara a concessão de cinco das 23 unidades de conservação estaduais: os parques de Itapuã, Itapeva, Turvo, Tainhas e Delta do Jacuí.
Causou repercussão a notícia publicada, na semana passada, pelo Jornal do Comércio, de que o governo gaúcho prepara a concessão de cinco das 23 unidades de conservação estaduais: os parques de Itapuã, Itapeva, Turvo, Tainhas e Delta do Jacuí.
Cabe observar que será uma concessão compartilhada, isto é, a gestão ambiental dessas áreas que abrigam importantes ecossistemas continuará sendo feita pela administração pública, com quadros qualificados ligados à Secretaria do Meio Ambiente.
O parceiro privado fará simplesmente a exploração turística do local. De fato, melhorias para os visitantes, bem como novas atrações, bem organizadas, podem atrair um público maior a esses locais que são muito lembrados, mas não tão frequentados.
Evidentemente, o uso deve se dar com respeito ao meio ambiente, atendendo a todas as regras necessárias em uma área de preservação. Mas cabe observar que só o fato de ter contato com essa natureza já é, de certa forma, uma aula de educação ambiental. E demanda há.
Um exemplo está ao lado de Porto Alegre, no município de Viamão, onde fica o famoso Parque Estadual de Itapuã. É um local com mais de 10 praias, que tem história relacionada à Revolução Farroupilha, um farol, além de abrigar o encontro entre as águas da Lagoa dos Patos e do Guaíba.
Pois, desde janeiro deste ano, três praias de Itapuã foram reabertas ao público - Pombas, Pedreira e de Fora, a maior delas, essa já na Lagoa dos Patos. É uma belíssima atração, não só pelas praias, mas também pela possibilidade de fazer trilhas ecológicas e aproveitar esse local. Com um parceiro privado, mais facilmente poderiam ser feitas melhorias na infraestrutura e nos serviços.
Ainda neste ano, a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura planeja contratar a instituição que fará o estudo de modelagem da concessão. A parceria público-privada em algum dos cinco parques mencionados poderia sair já no próximo ano, o que seria uma ótima notícia para o turismo, a economia e, por que não, para o meio ambiente.
Vendas de ingresso facilitadas pela internet, passeios de barco, caminhadas orientadas e até aulas de educação ambiental podem atrair um bom público a verdadeiros tesouros do Rio Grande do Sul, como o Parque do Turvo, onde fica o famoso Salto do Yucumã.
Se o Estado não teve condições de oferecer esses serviços até hoje, não vai ser agora, em dificuldades financeiras. Então que seja feita uma boa parceria, para que mais turistas usufruam dessas belezas naturais.
CORRIGIR