Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 08 de outubro de 2018.
Dia Nacional do Combate a Cartéis.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Edição impressa de 08/10/2018. Alterada em 08/10 às 01h00min

Gestão com foco em resultados

Luiz Carlos Dias
O desempenho da eficiência operacional e financeira das organizações é quem vai determinar o seu sucesso ou fracasso ("Peter Drucker"). Neste contexto, a dedicação e comprometimento da direção e demais gestores com este tema, é de fundamental importância para garantir a sobrevivência das empresas e organizações.
Estamos no 5º ano da crise iniciada em 2014 (sendo a pior de todos os tempos), ainda agravada pela greve dos caminhoneiros, Copa do Mundo, eleições e em 2019 não prevemos melhorias. Diante disso, temos que pensar grande, agir e traçar metas audaciosas, desafiadoras, buscando novos produtos, novos processos e melhoria contínua em tudo, dando voo de águia e não voo de galinha. Gestores que pensam pequeno, que o mercado está difícil; conservadores (zona de conforto), obterão resultados negativos ou pífios, e terão suas empresas comprometidas.
Diante deste cenário temos que usar nossa criatividade na busca de inovações, melhoria nos processos, redução drástica de custos, novos produtos/serviços, bem como manter e buscar novos clientes no mercado interno e externo, e isso exige romper paradigmas e novo modelo de gestão. Precisamos reinventar nossas empresas através da implantação de empreendedores internos, ou seja, os setores que no dia a dia realizam suas atividades visando "cumprir tabela" devem passar a adotar os conceitos e práticas de microempresas (interno), e isso vai mudar radicalmente a postura e os resultados operacionais e financeiros. Exemplo: um setor de pintura e usinagem que fazia suas rotinas programadas pelo PCP agora irá atuar como minifábrica com foco nos clientes internos/externos, busca constante de inovações e melhoria contínua, gestão de custos e resultados. Com isso, em todas as áreas da empresa, teremos uma nova organização com capacidade para competir com lucratividade.
É imprescindível que os gestores estejam preparados nas ferramentas de gestão, motivados e comprometidos para atingirem as metas definidas pela direção com base no planejamento estratégico/orçamento. Metas que não forem atingidas irão comprometer os resultados operacionais e financeiros das organizações, e como diz o professor Falconi "desculpas não garantem resultados".
Consultor de empresas
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia