Porto Alegre, domingo, 22 de maio de 2022.
Dia do Apicultor.
Porto Alegre,
domingo, 22 de maio de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

GUERRA NA UCRÂNIA

- Publicada em 22/05/2022 às 19h14min.

Presidente da Polônia pede remoção de todas as tropas da Rússia na Ucrânia

Duda rompeu com líderes europeus que sugeriram que a parte ocupada da Ucrânia deveria atender a algumas das demandas russas

Duda rompeu com líderes europeus que sugeriram que a parte ocupada da Ucrânia deveria atender a algumas das demandas russas


PETRAS MALUKAS/AFP/JC
O presidente da Polônia, Andrzej Duda, disse que apenas a Ucrânia deve decidir quaisquer termos sobre a paz com a Rússia e pediu a remoção completa do país de todas as tropas do regime de Vladimir Putin. A fala foi dada durante um discurso no parlamento ucraniano neste domingo (22).
O presidente da Polônia, Andrzej Duda, disse que apenas a Ucrânia deve decidir quaisquer termos sobre a paz com a Rússia e pediu a remoção completa do país de todas as tropas do regime de Vladimir Putin. A fala foi dada durante um discurso no parlamento ucraniano neste domingo (22).
Duda rompeu com líderes europeus que sugeriram que a parte ocupada da Ucrânia deveria atender a algumas das demandas russas. "Há vozes perturbadoras surgindo na Europa exigindo que a Ucrânia reconheça as exigências da Rússia. Quero dizer claramente que apenas a Ucrânia tem o direito de decidir sobre si mesma", disse Duda. "Nada deve ser decidido sobre você sem você", completou.
Os comentários dele vêm depois que alguns líderes europeus propuseram oferecer à Rússia concessões suficientes para permitir que Putin acabe com a guerra. Duda não citou quais países estavam pressionando a Ucrânia a aceitar as exigências do líder russo.
No sábado, 21, o ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi pediu que a Europa "faça uma proposta de paz para que os ucranianos aceitem as exigências de Putin", em comentários veiculados na televisão estatal polonesa.
Duda também pediu que a União Europeia vá mais longe em seus esforços para se isolar da economia russa. O bloco está perto de aprovar um novo pacote de sanções que incluiria um embargo ao petróleo russo, embora o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, seja contrário. "Não descansarei até que a Ucrânia seja membro da União Europeia", disse Duda. Fonte: Dow Jones Newswires.
Agência Estado
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO