Porto Alegre, sábado, 08 de janeiro de 2022.
Dia Nacional do Fotógrafo.
Porto Alegre,
sábado, 08 de janeiro de 2022.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Saúde

- Publicada em 08/01/2022 às 09h57min.

Idoso é preso na Índia após tomar 11 doses de vacina contra Covid-19

Aposentado usou diferentes carteiras de identidade e números de celular para enganar os profissionais de saúde

Aposentado usou diferentes carteiras de identidade e números de celular para enganar os profissionais de saúde


MARIANA ALVES/JC
Autoridades indianas prenderam um idoso de 84 anos que tomou 11 doses da vacina contra Covid, na Índia. Segundo o The New Indian Express, o aposentado Brahmadeo Mandal foi preso quando tentava ser vacinado pela 12ª vez em um centro de saúde, na cidade de Madhepura.
Autoridades indianas prenderam um idoso de 84 anos que tomou 11 doses da vacina contra Covid, na Índia. Segundo o The New Indian Express, o aposentado Brahmadeo Mandal foi preso quando tentava ser vacinado pela 12ª vez em um centro de saúde, na cidade de Madhepura.
Mandal usou diferentes carteiras de identidade e números de telefone celular de seus parentes próximos para enganar os profissionais de saúde. "Depois de tomar as doses, as minhas dores desapareceram. Eu costumava ter dores nos joelhos e andava com uma bengala. Agora não. Me sinto bem", disse.
O aposentado revelou que no ano passado tomou uma dose da vacina em fevereiro, março, maio, junho, julho e agosto. No mês de setembro, ele foi vacinado três vezes. "O governo fez uma coisa maravilhosa [a vacina]", disse ao explicar os motivos de sua preferência por tantas vacinas.
As autoridades indianas investigam como o idoso conseguiu tomar tantas doses da vacina contra Covid. Na Índia, a vacinação é voluntária e, em alguns locais, não é necessário fazer um registro prévio pela internet, basta comparecer no posto de saúde e apresentar os documentos.
Agência Folhapress
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO